• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Seu Poder de Escolha

Existe uma história clássica entre os americanos e pouco conhecida entre nós, que conta a vida de um pai, bandido, que morreu e deixou dois filhos.
Um saiu igual ao pai, um criminoso idêntico ao seu genitor. O outro se tornou um empresário bem-sucedido.
Esse fato despertou a curiosidade de alguns estudiosos do comportamento humano. E esse pessoal conseguiu contato com os dois irmãos formulando a seguinte pergunta: O que o faz ser o que você é?
O primeiro, bandido, respondeu: "O que você queria que eu fosse tendo um pai como o meu?".
O segundo filho, empresário honesto e de sucesso, quando indagado, deu idêntica resposta: "O que você queria que eu fosse tendo um pai como o meu?".
É interessante observar que o primeiro foi pela lei de menor esforço, à qual todos os fracassados e derrotados na vida obedecem. O segundo resolveu atuar sobre seu destino e escolhê-lo.
Perceberam? São mesmas palavras com sentidos diferentes. Cabe aqui uma frase de Jean-Paul Sartre que disse: "Não importa o que fazem com você, importa o que você faz do que fazem a você".
Também vale aqui uma frase de Dom Helder Câmara: "É graça divina começar bem. Graça maior, persistir na caminhada certa. Mas a graça das graças é não desistir nunca".
Mil pessoas gostam de você, mas, tem uma que não gosta e é justamente nesta pessoa que você pensa quando vai "dormir". Esse é o erro.
As pessoas sabem 90% do que tem que fazer, mas não fazem.
No caso do primeiro filho, a sociedade entende, afinal é de "pai para filho", mas não aprova, não aplaude.
O alerta é: Cuidado com a permissão para o fracasso.
Quantas vezes ouvimos expressões no cotidiano que dizem assim: "Também, com o pai que tinha…". "Também, com a educação que recebeu…". "Não podia dar noutra coisa".
Se você já entrar num casamento pensando que se não der certo, tudo bem, separa, convenhamos, a probabilidade de não dar certo é muito grande.
Você quer o prêmio? Você quer a recompensa? Você quer superar todas as dificuldades para atingir o topo? Então aja. Atue sobre sua vida. Tenha atitude de verdade.
Lembre-se, esperar que tudo "caia do céu" é o exercício preferido dos derrotados, dos profetas do caos, dos passivos de plantão.
Resumindo: você escolhe o seu destino!
Um forte abraço e esteja com Deus!

 

Fonte: Desconhecida

Relacionados

Open chat