• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Westbrook “voa”, Thunder massacra Spurs em casa e empata final do Oeste

 Westbrook “voa”, Thunder massacra Spurs em casa e empata final do Oeste
Digiqole ad

Melhor campanha da temporada regular da NBA, o San Antonio Spurs pareceu um time juvenil diante do Oklahoma City Thunder, nesta terça-feira, em Oklahoma. No jogo 4 do playoff final da Conferência Oeste, o time de Kevin Durant e Russell Westbrook não tomou conhecimento dos Spurs. Jogando o fino e acertando tudo que tentava, o Thunder dominou as ações, massacrou o rival e venceu fácil por 105 a 92, empatando a série em 2 a 2 depois de começar perdendo os dois primeiros duelos em San Antonio.

O triunfo, o nono seguido contra o San Antonio em casa, veio com grande atuação de Durant e Westbrook, além da performance do espanhol Serge Ibaka, que conseguiu neutralizar Splitter e Duncan e ainda anotou nove pontos. MVP da temporada, Durant fez 31 pontos e pegou cinco rebotes. Já Westbrook, quase impecável, fez 40 pontos, com cinco rebotes e dez assistências, um duplo-duplo. Do lado do San Antonio, Tony Parker foi o cestinha com 14 pontos e quatro assistências. Vindo do banco, Boris Diaw também fez 14. Já o brasileiro Tiago Splitter, apagado, fez apenas três pontos e pegou um rebote em 19 minutos jogados. Ginobili anotou cinco pontos, e Duncan nove.

O próximo confronto entre as equipes acontece na quinta-feira, dia 29, em San Antonio. Já o jogo 6 será realizado no sábado, dia 31, desta vez em Oklahoma City. Quem vencer encara na decisão da NBA o vencedor do duelo entre Miami Heat e Indiana Pacers, da Conferência Leste. O Heat lidera por 3 a 1.

O jogo
Vindo de derrota no jogo 3, o San Antonio Spurs começou o duelo 4 com tudo. Em dois minutos, vencia por 8 a 0 com duas cestas de três de Kawhi Leonard e uma bandeja de Tony Parker. Serge Ibaka, valente, começou atuando, e deu belo toco em Tiago Splitter antes de armar o contra-ataque e finalizar usando a tabela: 8 a 2. Kevin Durant, marcando seus dois primeiros pontos, diminuiu a diferença para quatro pontos, mas Tony Parker deu o troco para os Spurs: 10 a 4. Com cinco minutos jogados e quatro pontos seguidos de Westbrook, o Oklahoma buscou o marcador em 12 a 11. Três minutos depois, porém, o San Antonio voltou a ter uma pequena folga com seu trio funcionando. Tim Duncan, Ginobili e Tony Parker pontuaram para dois e mesmo com dois lances livres de Durant, os visitantes venciam por 18 a 15. Bem no quarto, Westbrook marcou mais dois, e o calouro Adams apareceu para cravar e virar para o Oklahoma, em 19 a 18. Westbrook, segundos depois, ampliou para 22 a 18 com bola de três. Parker ainda apareceu de novo, mas Butler marcou outros dois pontos, Westbrook acertou seus dois lances livres e o time da casa fechou o quarto na frente: 26 a 20.

O segundo quarto começou com uma melhora do San Antonio, que com quatro pontos em dois minutos, com Kawhi Leonard e Mills, trouxe para 26 a 24. Mas Durant, com duas cestas seguidas, manteve 30 a 24 e a distância em seis pontos. Sem resposta para as investidas do Oklahoma, o San Antonio estava apático, e viu a vantagem ir para a casa dos dez pontos com ataques rápidos de Ibaka e Butler: 36 a 26, com cinco minutos de quarto. Ensaiando uma reação, os Spurs anotaram com Parker, que alcançou os dez pontos, e Duncan, trazendo para 36 a 30 e fazendo o Thunder parar a partida. Comandando o Oklahoma, Russell Westbrook enterrou em contra-ataque e voltou a abrir dez pontos para o time da casa, em 42 a 32, faltando quatro minutos no primeiro tempo. Desperdiçando as posses de bola, o San Antonio era presa fácil. E com dois contra-ataques, Durant anotou duas bolas de três, fazendo 50 a 36. Ginobili, de volta à quadra, também devolveu com arremesso para três pontos: 50 a 39, com dois minutos por jogar. No último minuto, Kevin Durant atingiu os 21 pontos e Ibaka cravou na sequência, fazendo 55 a 40. Boris Diaw, de três, ainda tentou diminuir, mas Lamb respondeu com outra igual: 58 a 43.

O terceiro quarto teve início com erros dos dois lados. Mas quem voltou a pontuar primeiro foi o Oklahoma City Thunder, com Kevin Durant: 60 a 43, já com dois minutos de duelo. Daniel Green, no minuto seguinte, de três, tentou dar sobrevida ao San Antonio. Perdendo a cabeça, Tim Duncan encarou feio Ibaka, e Splitter, sumido, anotou seu terceiro ponto em lance livre. Do outro lado, o Thunder não diminuía o ritmo, e Ibaka cravou outra, chegando aos oito pontos e fazendo 66 a 49. Sem manter a posse de bola, os Spurs levaram sua quinta bola de três pontos com Jackson, perdendo por surpreendentes 69 a 49 faltando metade do terceiro quarto. Nem o pedido de tempo de Popovich fez os Spurs acordarem. E Westbrook, de três, ampliou ainda mais: 74 a 49. San Antonio, correndo atrás do prejuízo, conseguiu diminuir a diferença para 14 pontos com bolas de Diaw para três e também para dois, e de Joseph: 81 a 67. Westbrook, com dois lances livres, fechou o terceiro quarto em 83 a 67, praticamente selando a vitória do time da casa.

O último quarto teve o San Antonio com grande parte do time reserva. O Oklahoma mesclou seus titulares e deu um descanso para Kevin Durant. Em começo equilibrado, Bonner e Belinelli anotaram duas cestas para os Spurs, e Westbrook e Lamb para o time da casa: 87 a 71. Joseph, infiltrando e cravando, deu novo ânimo aos Spurs, mas o placar, com quase metade do último quarto, era de 91 a 76. Melhor em quadra, Westbrook alcançou os 36 pontos e colocou 94 a 77. “Castigando” os titulares, Popovich mantinha Ginobili, Duncan e Parker no banco. E os reservas davam a resposta. Com quatro minutos ainda por jogar, Bonner meteu bola de três e diminuiu a diferença para 12 pontos, em 96 a 84. No minuto final, Westbrook chegou aos 40 pontos com dois lances livres: 100 a 86. Fisher, com bola de três, acabou com o duelo em 105 a 92.

 

Crédito: Globo

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat