• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.7828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Vacaria poderá decretar situação de emergência nos próximos dias por causa da estiagem

 Vacaria poderá decretar situação de emergência nos próximos dias por causa da estiagem
Digiqole ad

 

 

A Administração Municipal, através da Secretaria Municipal da Agricultura e Meio Ambiente, juntamente com as entidades que integram o Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural, reuniram-se na Associação e Sindicato Rural dia 10 de janeiro para tratar da escassez hídrica que assola o município.

 

Na oportunidade, o Secretário Clodoaldo Rezende, da Agricultura e Meio Ambiente, informou que as máquinas da patrulha agrícola municipal estão concentradas nas propriedades do interior do município, executando abertura de bebedouros para dessedentação animal, limpeza de poços, ampliação de açudes, bem como orientação para proteção das nascentes, a fim de contribuir para a minimização da falta de água nas famílias.

 

De acordo com o relatório de levantamento de perdas por estiagem apresentado pelo Conselheiro Nícolas Brandt, técnico da Emater-Ascar/RS, até o momento, estima-se queda média na produção do milho do cedo e do tarde, na ordem de 45%, totalizando perda impactante de receita para Vacaria, caso persista a falta de chuvas. O órgão também vem acompanhando o desenvolvimento de outras culturas como soja, feijão, maçã, uva, hortaliças, pastagens e bovinocultura.

 

O presidente da Agapomi José Sozo declarou que as perdas na fruticultura, em especial na cultura da maçã, são visíveis a campo, com estimativa de queda na produção deste ano.

 

Durante a reunião, o pesquisador da Embrapa Luciano Gebler explicou sobre a relação entre as temperaturas, pluviosidade e as perdas hídricas do solo, fazendo referências aos dados disponíveis nas estações meteorológicas da região.

 

O assessor jurídico do Município Rubem Filho e o coordenador da Defesa Civil de Vacaria Claudio Ribeiro, convidados do Conselho, apresentaram os encaminhamentos possíveis para decretação de situação de emergência por parte do município. Em acordo com o Prefeito Amadeu Boeira, isso deverá ser feito nos próximos dias, caso a estiagem persista, anunciou o Diretor Executivo da Agricultura e Meio Ambiente, Juliano Gobetti.

 

Participaram da reunião, representantes das famílias que residem na área rural do município, representantes do Sindicato dos Trabalhadores Rurais e também da Cooperval, mencionando as dificuldades encontradas diante da atual situação.

 

O presidente do CMDR José Sérgio Guerreiro de Lemos convocou nova reunião do Conselho para o próximo dia 17 de janeiro, a fim de reavaliar a situação da estiagem no município.

 

Na manhã desta terça-feira dia 11, o secretário da agricultura, Clodoaldo Rezende (Pingo) e o extensionista técnico da Emater, Nicolas Brandt participaram do programa Comando Geral na Rádio Esmeralda. Mostraram preocupação diante de todo este quadro e acreditam que se não chover nos próximos dias, será inevitável a decretação de estado de emergência no município.

 

Nicolas Brandt afirma que as perdas serão ainda maiores na soja, pois a área plantada é maior do que a do milho.

 

Clodoaldo Rezende disse que deverão também providenciar a abertura  de poços artesianos no interior, mas depende de recursos para a execução das obras. A secretaria da agricultura já está levando água em tanques para propriedades rurais. Pingo disse os produtores que precisarem de abastecimento d’água, devem entrar em contato com a secretaria fazendo a solicitação.

 Marli Borsoi Pereira – Secretária do CMDR

Digiqole ad

Relacionados

Open chat