• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Três são presos na Serra Gaúcha em operação da polícia contra assaltos e tráfico

 Três são presos na Serra Gaúcha em operação da polícia contra assaltos e tráfico
Digiqole ad

Ao investigar assaltos a blindados, tomada de reféns em roubo a residência e tráfico de drogas, policiais civis depararam com aquela que parece ser uma explosiva união entre criminosos: a colaboração entre o líder de uma das principais quadrilhas de ladrões de carros-fortes do Estado com o maior patrão das drogas de Porto Alegre.

 

A Delegacia de Roubos do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) e as Delegacias Especializadas em Furtos, Roubos, Entorpecentes e Capturas (Defrecs) de Santa Maria e Caxias do Sul estão coordenando 110 policiais em 21 mandados de prisão e 24 de busca e apreensão em mais oito cidades gaúchas.

 

São investigados roubos seguidos de sequestros, ataques a carros-fortes, venda e aluguel de armas, além de tráfico de drogas. Na Serra Gaúcha, a ação teve pelo menos três prisões desde o início da manhã desta segunda-feira. Uma delas aconteceu em Farroupilha. 

De acordo com o delegado Thiago Vicentini, de Farroupilha, foram cumpridos mandados contra dois irmãos. Um deles foi preso portando munição mas, segundo Vicentini, a legislação prevê fiança e liberação, já que a munição é de calibre 38. O outro irmão suspeito estava em Vacaria. Na casa dele, em Farroupilha, os agentes encontraram um pássaro e objetos roubados em um roubo a um sítio em Carlos Barbosa, ocorrido em junho deste ano. 

Esse roubo no interior do município barbosense teve resultado parcial: um empresário era o alvo, mas não estava no sítio no momento da chegada dos ladrões. O objetivo era sequestrar e pedir resgate pela vítima. Mesmo assim, os bandidos ficaram 10 horas com o caseiro, a mulher e o filho deles aguardando pelo dono da casa. Ele acabou não aparecendo, então, os homens levaram diversos pertences do sítio e mais um veículo. A polícia não está divulgando nomes.

 

Outra prisão ocorreu em Garibaldi, com a participação do delegado de polícia Leônidas Reis. Segundo o delegado, além do mandado de prisão, o suspeito foi autuado por receptação ao portar um veículo roubado. Ele estava em casa, no bairro Bela Vista II. 

— Além de ter envolvimento com este crime de Carlos Barbosa, eles trabalhavam com roubos de forma bastante generalizada. Operavam também com dinamite — adiantou o delegado Leônidas.

De acordo com o Deic, os presos serviam como informantes do bandido Seco, José Carlos dos Santos, responsável por uma série de roubos a blindados. Mesmo detido há dez anos, ele comanda crimes de dentro da Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas (Pasc).

 

Crédito: Jornal Pioneiro/Foto: Claudir Pontin

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat