• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.7828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Tarso proíbe novos gastos no governo

 Tarso proíbe novos gastos no governo
Digiqole ad

Os dois últimos meses do governo Tarso Genro (PT) no Piratini e a forma de atuação da equipe de transição serão definidos nesta quarta-feira, em Canela, local do seminário com o primeiro escalão do governo. A orientação de Tarso será manter o ritmo de trabalho, sem criar novas despesas.

Em sua perfil no Twitter, o governador explicou a realização do encontro e voltou a garantir que a transição da gestão atual para a de José Ivo Sartori (PMDB) será em alto nível. “Seminário para preparar transição, acionar ações finais de governo e organizar prestação de contas à sociedade. Não vamos radicalizar divergências, mas defender ideias com sobriedade, atentos ao recado das urnas. Aqui e lá. Não tem terceiro turno”, publicou. A mensagem também sugere que seu partido não fará oposição sistemática ao futuro governo.

Escolhido para ser coordenador da equipe de transição, o chefe da Casa Civil, Carlos Pestana, confirmou que todas as secretárias terão que elaborar relatório com a situação atual para que seja entregue aos representantes do PMDB na próxima semana. “Nesta reunião do Secretariado o governador vai apresentar um modelo a ser seguido e dirá que é para se concluir os trabalhos e não diminuir o ritmo. Além disso, será pedido para que cada secretário faça um balanço de sua Pasta para que Tarso entregue ao novo governador”, afirmou Pestana.

A ideia de Pestana é aguardar o retorno de Sartori, que deve permanecer até o final de semana recluso com a esposa, a deputada Maria Helena Sartori. “Acredito que na semana que vem já estaremos passando as informações para o novo governo. Vamos respeitar o tempo que o Sartori disse que tiraria para descansar”, disse.

Governo foca na conclusão de obras

O coordenador da transição pelo lado do PT também confirmou a ida de Tarso a Brasília na próxima terça-feira. “Ele vai para se reunir com o presidente do Senado (Renan Calheiros, do PMDB) e cuidar pessoalmente dos detalhes da votação do projeto de renegociação da dívida”, disse.

Pestana destacou ainda o foco do atual governo em concluir obras e inaugurá-las até o final do mandato desta administração. “Vamos exercer o governo plenamente até o dia 31 de dezembro. O governo vai funcionar, principalmente no que diz respeito à conclusão e à inauguração de obras que estamos realizando”, concluiu.

 

Crédito: Correio do Povo

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat