• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Sucesso musical dos anos 1980, “Katia Flavia” ganha revista ilustrada e pode ser adaptada para o cinema

 Sucesso musical dos anos 1980, “Katia Flavia” ganha revista ilustrada e pode ser adaptada para o cinema
Digiqole ad

Foi em 1987 que Katia Flavia invadiu os lares brasileiros pelo rádio e pela televisão. A história de uma louraça que mata o marido, um “figurão contravenção”, rouba um carro da polícia e se esconde em Copacabana foi impulsionada por um poderoso groove de contrabaixo e por um refrão que repetia dezenas de vezes a palavra “calcinha”. Quase três décadas depois, a loira excêntrica e fatal criada pelo escritor e compositor Fausto Fawcett segue sedutora: ela acaba de conquistar uma revista ilustrada com sua história e deve ser tema de filme.

 

Antes de virar música, a saga de Katia Flavia era um conto literário, publicado mais tarde por Fawcett no livro Básico Instinto (1992). É essa história que ganhou versão ilustrada pelo artista visual Iuri Casaes, baiano radicado no Rio. Os desenhos buscam inspiração no universo kitsch e nas histórias de bandidos e policiais brasileiros célebres, como Mariel Mariscot, que prendeu criminosos famosos, mas, nos anos 1970, foi preso sob acusação de pertencer a um esquadrão de extermínio.

 

— Fausto trouxe um monte de nomes dos quais eu não fazia a menor ideia. E também cópias do jornal Meia Hora, que foram uma ótima referência — conta Casaes.

O projeto para uma adaptação cinematográfica também está em curso há cerca de três anos — hoje em fase de captação de recursos.

Fawcett não é nostálgico em relação ao tempo em que sua louraça era hit nas rádios e na televisão.

— Meu habitat é dar uma mordida no mainstrean e voltar às minhas tocas para seguir fazendo minhas observações — diz Fawcett, por telefone.

Aos 57 anos, o autor carioca segue tão ativo quanto sua personagem. Junto com Katia Flavia (Encrenca, 52 páginas, R$ 10), reeditou também pela Encrenca os livros Básico Instinto eSanta Clara Poltergeist e autografa nesta quinta-feira, no Rio, Pororoca Rave(Tinta Negra, 96 páginas, R$ 35), romance sobre dois DJs que tentam fugir do país pela Amazônia, depois de roubarem depoimentos sigilosos da polícia federal para inseri-los em seus dubs experimentais. É um livro repleto de ação, mas que não perde a musicalidade caraterística do autor, ideal para ser lido em voz alta. As ilustrações ficam por conta do artista gráfico carioca Artur 'Kjá.

E Fawcett não para: mesmo envolvido na montagem de um espetáculo para circular pelo país, ele deve lançar mais um livro até o fim do ano, Cachorrada Doentia.

— Será um ensaio com pequenas ficções sobre fundamentalismos do Brasil — adianta o escritor.

 

 

Crédito: http://zh.clicrbs.com.br/rs/entretenimento/noticia/2015/02/sucesso-musical-dos-anos-1980-katia-flavia-ganha-revista-ilustrada-e-pode-ser-adaptada-para-o-cinema-4701908.html

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat