• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.7828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Sob olhares das gerações passadas, Brasil atropela Polônia pela Liga Mundial

Digiqole ad

A pressão era grande. Sob os olhares de ídolos como Montanaro, Pampa, Mauricio e Anderson, os novos representantes do vôlei brasileiro entraram em quadra para o segundo jogo contra a Polônia no duelo de estreia na Liga Mundial. Mas as presenças ilustres das gerações de prata, ouro e diamante não intimidaram, apenas trouxeram mais brilho para a seleção de Bernardinho, que atropelou o adversário por 3 sets a 0, parciais de 25/20, 25/20 e 25/15, para a alegria da torcida que lotava o ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, na manhã deste domingo.

Diferente do primeiro confronto, quando venceu, mas perdeu o primeiro set, o Brasil entrou em quadra impondo o ritmo de jogo. Duas trocas na equipe feitas pelo técnico Bernardinho deram certo no início da partida. Thiago Alves, que entrou no lugar de João Paulo, virou um gigante no ataque brasileiro, terminando como maior pontuador do dia, com 14 acertos. Sidão, substituto de Eder, também fez bonito. Com dois pontos de saque, abriu caminho para a maior vantagem dos donos da casa até então, cinco pontos, quando a Polônia encostava no placar.

– Espero que minha evolução dentro da quadra seja definitiva. Fiquei muito emocionado hoje. Ontem, vi a reprise do jogo pela televisão e me imaginei aqui dentro. Pensei na minha família o tempo todo. Agora, com essa geração vitoriosa vendo a gente e a torcida apoiando, a gente vai chegar lá – disse Thiago Alves.

Outro destaque da seleção foi Lucão. O meio-de-rede foi a força – e altura (ele tem 2,09m) – do ataque brasileiro, com dois aces consecutivos, boas jogadas de tempo, acertando o entrosamento com o levantador Bruninho, e bloqueios ao lado de Murilo. O capitão do time também entrou melhor em quadra, após ter reconhecido uma atuação abaixo do esperado no primeiro duelo contra os poloneses, e comandou a vitória no set inicial por 25 a 20.

Novamente com boas jogadas pelo meio, Lucão ajudou o time brasileiro a abrir 4 a 1 no começo da segunda parcial. Porém, erros de passe da equipe e ataques forçados de Thiago Alves deram oportunidades para a reação da Polônia, que chegou a ficar à frente no placar, aproveitando os lances em que o ataque brasileiro explorou mal o bloqueio adversário.

Melhor na defesa, a equipe de Bernardinho conseguir recuperar a diferença na metade do set e virou o jogo. Bruninho deu duas bolas a Thiago Alves, que acertou a mão e ganhou confiança em quadra. No fim, Rivaldo, com desempenho abaixo do demonstrado no primeiro duelo, fechou a parcial com um belo ataque na saída de rede.

Na volta para a última etapa, os meninos do Brasil voaram e abriram vantagem de nove pontos, sob o comando do capitão Murilo, bem nos ataques e no bloqueio. Com o jogo nas mãos, Bernardinho optou por dar ritmo aos reservas e chamou para a quadra Leandro Vissoto e Marlon. Mesmo assim, a seleção manteve a postura ofensiva e venceu por 25 a 15.

Com 100% de aproveitamento, o time brasileiro viaja para Brasília, onde jogará duas vezes contra a Finlândia, sexta-feira e sábado, no ginásio Nilson Nelson, às 10h.

 

Crédito: Globo

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat