• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.7828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Serviços na RSC 153 dependem de estudo

 Serviços na RSC 153 dependem de estudo
Digiqole ad

Cinco meses após o deslizamento de terra e rochas na RSC 153, entre Vale do Sol e Herveiras, devido às chuvas no Vale do Rio Pardo, ainda não há definição sobre o início do estudo geotécnico para orientar a limpeza da via e a contenção da encosta. O Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) prepara a contratação da empresa que fará o levantamento de dados definitivos para liberação da pista. Enquanto isso, os usuários utilizam o desvio construído pela autarquia no km 304, ao lado do trecho interditado desde 28 de junho.

O Daer realiza o orçamento do Termo de Referência (TR) visando à contratação do projeto para as obras. O TR é o conjunto de especificações técnicas que vão orientar o estudo que a empresa contratada fará. Essa etapa levou mais tempo do que o previsto, pois a autarquia precisou adequar o termo às diretrizes do Ministério da Integração, que anunciou a liberação de R$ 11,2 milhões para a 153. O início das obras está na dependência da conclusão do estudo técnico.

Os recursos serão aplicados tanto na contratação do estudo definitivo quanto para a execução das obras de limpeza e desobstrução da pista e contenção das encostas, a fim de impedir novos desmoronamentos. Com o objetivo de evitar o barro e a poeira, o desvio recebeu uma camada de resíduos de asfalto procedente das obras de recuperação na RSC 287.

 

Crédito: Correio do Povo

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat