• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Sem perder sets, Brasil derrota Argentina e é 1º do grupo

Digiqole ad

Depois das arrasadoras vitórias sobre Uruguai e Paraguai e a vaga garantida na semifinal do Sul-Americano de vôlei, a Seleção Brasileira feminina conquistou sua terceira vitória no torneio, na noite desta quinta-feira, também por 3 a 0. Desta vez, na decisão do primeiro lugar do Grupo A, a vítima foi a Argentina, que caiu com parciais de 25/15, 25/15 e 25/23.

Com o novo passeio, o time de José Roberto Guimarães vai encarar na próxima etapa a Colômbia, neste sábado, às 11h (de Brasília). Já as argentinas pegam o Peru mais tarde, às 19h, no torneio disputado no Ginásio Tesourinha, em Porto Alegre.

Com o ginásio perto da lotação máxima, a Argentina se mostrou uma seleção desequilibrada. O time defendia muito, mas não atacava bem. Sem colocar muitas bolas no chão, o time visitante deixa os pontos longos, mas não conseguia conquistá-los.

Já o Brasil manteve o mesmo sexteto das vitórias sobre Paraguai e Uruguai, com Dani Lins, Mari, Adenízia, Sheila, Natália e Carol Gattaz, além da líbero Fabi. A falta de poder ofensivo das argentinas facilitou a vida brasileira, que fechou sem problemas a primeira série por 25 a 15.

No segundo set Mari fez a diferença. Mesmo com a Seleção balanceando seu serviço, a bola não chegava boa para a levantadora Castiglione. Nem mesmo a líbero Robinet recepcionava bem. O fundamento acabou com as chances das argentinas, que ainda viram Adenízia se agigantar nos bloqueios. Novamente Zé Roberto mexeu no time, como havia feito nas partidas anteriores. Primeiro inverteu o 5-1, colocando Joycinha e Ana Tiemi. Depois, promoveu o ingresso de Sassá. O resultado foi novo 25 a 15.

Mais participativo do que em relação a primeira dupla de jogos, o treinador brasileiro voltou com time titular para a última parcial da partida, para desgosto dos argentinos Maxi López e Herrera, do Grêmio, que marcaram presença nas arquibancadas do Tesourinha.

O set derradeiro se tornou o mais difícil do confronto. As argentinas abriram três pontos de vantagem, liderando por 13 a 10, fazendo Zé Roberto coçar a cabeça. Dani Lins começou a chamar mais as bolas do fundo, quebrando a defesa rival, além de aproveitar bastante as jogadas de primeiro tempo com Adenízia. O Brasil virou para 18 a 17. Nos últimos pontos, Sasá substituiu Natália. A Argentina voltou à liderança por 22 a 20, após bloqueio em cima de Carol Gattaz. Porém, dando o troco na mesma moeda o Brasil virou, finalizando em 25 a 23, em uma hora e cinco minutos de jogo.

Pela manhã, O Peru confirmou o primeiro lugar do Grupo B ao derrotar por 3 a 0 a Venezuela. Na outra partida, a Colômbia ficou com a segunda vaga da chave ao bater o Chile em sets diretos. À tarde, o Paraguai foi atropelado novamente, desta vez pelo Urugai.

 

Crédito: Terra

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat