• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Segurança: Polícia Civil identifica homens que assaltaram taxista

Digiqole ad

Estão identificados os dois homens que assaltaram um taxista de 64 anos de idade no último domingo.

A vítima trabalhava com um veículo táxi Prisma de cor branca, no ponto da Estação Rodoviária de Vacaria.

No início da noite de domingo, dois rapazes procuraram o ponto para que o taxista fizesse uma “corrida de táxi”, até a vizinha cidade de Lages – SC.

Dois taxistas já haviam negado a corrida por suspeitar da dupla.

A vítima concordou com a “corrida” desde que a dupla fosse identificada no Posto Policial da Brigada Militar existente na própria Estação Rodoviária de Vacaria.

Os policiais militares revistaram os indivíduos e verificaram que eles não tinham antecedentes no Estado Rio Grande do Sul, mas aconselharam o taxista a não fazer a corrida, alertando que eles estavam bastante alterados talvez por consumo de drogas.

Mesmo assim, o taxista resolveu fazer o transporte da dupla até Lages, no Estado de Santa Catarina.

Depois de passar o posto policial da Polícia Rodoviária Federal de Vacas Gordas, em Capão Alto, já no Estado catarinense, os dois indivíduos anunciaram o assalto, tomando o dinheiro do taxista, agredindo-o na cabeça com pedras e jogando-o num barranco.

Com dificuldade, o taxista conseguiu subir até a pista de rolamento, a BR – 285, e obteve socorro pelo médico que estava na ambulância da rodovia sendo levado ao hospital em Lages, onde ainda nessa sexta-feira, dia 1º de julho encontra-se hospitalizado.

O automóvel Prisma foi localizado na terça-feira, dia 28, em Curitibanos – SC, incendiado.

A partir das informações da Brigada Militar local, a Polícia Civil, através da DP Vacaria, da DP de Capão Alto e da Divisão de Investigações Criminais de Lages – SC, foi confirmada a identidade dos bandidos, sendo Marcelo Souza da Silva, 26 anos e Clayton de Oliveira Alves, 24 anos, ambos com inúmeras passagens criminais na região de Curitibanos, no Estado catarinense.

A Polícia Civil, através da DP de Capão Alto (onde tramita o procedimento) representou pela prisão preventiva da dupla, que ainda não foi localizada.

Ambos eram conhecidos pela Polícia de Curitibanos e de Lages – SC pela violência em suas ações.

As informações nesse sentido chegaram ao Departamento de Jornalismo da Rádio Esmeralda através de e-mail do delegado de Polícia Civil de Vacaria, Carlos Alberto Defaveri.

 

Crédito: Adelar Gonçalves/Rádio Esmeralda e delegado de Polícia Carlos Alberto Defaveri

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat