• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Segunda noite de Cante Uma Canção Em Vacaria

Digiqole ad

Na Paz da Querência, uma milonga interpretada por Dartagnan Portella abriu a noite na Concha Acústica, e teve boa recepção do público.

Aqui Desta Sombra, uma milonga que foi muito bem interpretada por Jean Kirchoff e Henrique Fernandes. O único porém foi a vestimenta, o gaiteiro Jauro Ghelen estava com um chapéu, chamado, chapéu de pagodeiro, o que foge do comum. Se a comissão julgar como errado, isso pode interferir na nota da música.

Vivendo e Aprendendo, mais uma canção concorrente no Cante Uma Canção, foi aclamada pela plateia presente na Concha Acústica. Com uma letra muito bonita, conquistou a todos. Foi interpretada por Adams César.

Lisandro Amaral subiu ao palco para interpretar uma chamarra chamada Pitaluga de Luzeiro. Foi a que teve a pior recepção do público.

Ponteando tem letra do vacariense Rafael de Oliveira Ferreira, o Trambeio. Foi interpretada por Dartagnan Portella e Fernando Carvalho. Teve uma excelente recepção por parte do público também, com uma letra falando sobre os tropeiros.

Marcelo Oliveira interpretou A Mula do Cecêu, uma chamarrita que foi muito aplaudida pelo público. Oliveira chegou até a dançar chula no palco da Concha Acústica, o que conquistou a simpatia de muita gente.

Na Fonte dos Causos foi a última música a ser apresentada. A chamarra foi interpretada por Volnei da Silva Gomes. Foi uma das mais destacáveis da noite.

Após o show da cantora argentina Soledad, serão anunciadas as músicas classificadas para a final do Festival, amanhã às 21h com transmissão da Rádio Esmeralda.

 

Crédito: Gabriel Dutra

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat