• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Secretaria da Saúde reforça que tratamento e prevenção são as principais armas contra a gripe A

Digiqole ad

O antiviral Oseltamivir, de nome comercial Tamiflu, está disponível em todo o Estado, gratuitamente, e o seu uso no início do aparecimento dos primeiros sintomas da gripe é fundamental para impedir o agravamento dos casos, especialmente de gripe A (H1N1). A afirmação é do secretário estadual da Saúde (SES), Ciro Simoni, que recomenda à população gaúcha atenção aos sintomas: febre, dor de garganta e dores nas articulações, musculares ou de cabeça. “Ao apresentar esses sinais, procure atendimento. Não trate a gripe em casa e sim na Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua casa”, afirma.

O secretário esclarece também que o tratamento para a gripe A pode ser prescrito tanto por médicos do SUS como particulares, com a dispensação, sem custos, garantida pela rede pública.

Orientação aos médicos e agilidade na prescrição
Para reforçar as orientações junto à comunidade médica sobre a importância da administração precoce do antiviral em casos de síndromes gripais, a SES produziu um material que será entregue diretamente na residência de todos os médicos cadastrados junto ao Conselho Regional de Medicina do Estado (Cremers). A SES também tornou mais ágil a solicitação do medicamento, e não exige mais o preenchimento do formulário de dispensação, o profissional precisa apenas utilizar o Receituário de Controle Especial.

Medidas de prevenção
A outra medida fundamental destacada pelo secretário é a prevenção, que pode ser garantida com a a adoção de atitudes simples, como lavar as mãos com frequência, especialmente após tossir ou espirrar, utilizar lenço descartável para higiene nasal e cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir.

Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca, não partilhar alimentos, copos, toalhas e objetos de uso pessoal e reduzir contatos sociais desnecessários, evitando, dentro do possível, ambientes com aglomeração, também são condutas importantes. Completam a lista as recomendações ventilar os ambientes e evitar visitas a hospitais.

Monitoramento e reforço das ações
Em audiência na manhã desta quinta-feira (5), o governador Tarso Genro garantiu que o Governo do Estado está preparado para o enfrentamento à gripe A, mesmo que a situação se agrave. “Não faltarão recursos extras, pessoal ou estrutura caso seja necessário”, afirma o secretário Ciro Simoni.

A SES, por meio do Comitê Estadual de Enfrentamento à Influenza, formado por representantes dos municípios, hospitais, sociedades médicas e técnicos da pasta, está acompanhando a situação e, junto ao Ministério da Saúde (MS) e aos municípios, garantindo o reforço de medidas quando necessário. “Temos uma equipe de epidemiologistas do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (CEVS) hoje orientando gestores e profissionais da região Noroeste, onde se concentra a maior parte dos casos até o momento” informa o secretário.

Simoni reitera que embora mais grave que no ano passado, a situação de 2012 ainda está sob controle e longe de repetir o reflexo da pandemia que abalou o mundo em 2009, quando o RS registrou mais de 3,5 mil casos confirmados.

Até quarta-feira (4), o Estado registrava 99 casos confirmados em 2012. Para atender as solicitações dos municípios com comprovada circulação viral da doença, a SES pediu ao MS o envio de mais alguns lotes da vacina contra a gripe. Com o remanejo de doses que não foram usadas em outros estados, foram garantidas 500 mil doses. A quantidade foi distribuída às regiões que já apresentam circulação viral da doença, como a região de Cruz Alta, de Santo Ângelo e de Ijuí, além de Porto Alegre.

“A vacina é uma parte importante do enfrentamento à doença, especialmente para a proteção das pessoas mais vulneráveis ao agravamento dos casos de gripe, mas o fundamental para evitarmos óbitos é o tratamento com antiviral logo no início dos sintomas”, reforça o secretário.

 

Crédito: Redação Secom

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat