• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

RS fica em 4º lugar entre Estados, mostra índice de desenvolvimento

 RS fica em 4º lugar entre Estados, mostra índice de desenvolvimento
Digiqole ad

Com foco na vida real e formato simplificado, um novo índice de desenvolvimento é lançado como resultado de parceria entre Zero Hora e PUCRS, com apoio institucional da Celulose Riograndense. Chamado de Índice de Desenvolvimento Estadual-RS (iRS), o indicador mede o desempenho dos Estados em três dimensões: padrão de vida, educação e, reunidos, longevidade e segurança. O objetivo da iniciativa é contribuir para o debate sobre a situação atual do Estado e as melhores alternativas para avançar.

O resultado geral mostra o Rio Grande do Sul em quarto lugar no Brasil, posição mantida de 2005 a 2012, enquanto outras unidades da federação avançaram. Olhando cada uma das dimensões, o Estado fica em segundo lugar em longevidade e segurança, em quinto em padrão de vida e em oitavo em educação.

Coordenado pelo economista Ely José de Mattos, professor da Faculdade de Administração, Contabilidade e Economia (Face-PUCRS), o trabalho começou há cinco meses, tendo como base o mesmo referencial teórico do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) – lançado na década de 1990 como um contraponto a medidores que até então levavam em conta apenas a dimensão econômica do desenvolvimento.

No processo de criação do iRS, partiu-se do princípio de que a nova ferramenta deveria ser transparente, de fácil compreensão e conectada ao dia a dia dos cidadãos, e não focada nas instituições ou no poder público. O resultado é um indicador capaz de traduzir a realidade socioeconômica da população, de forma concreta e sem a necessidade de fórmulas complicadas.

– A maioria dos índices existentes tem dezenas de variáveis. Isso complica o entendimento. É como fazer um suco com 30 frutas e, ao beber, não conseguir discernir o gosto de nenhuma. Partimos da ideia de que é possível explicar os fenômenos de forma simples, sem perder a exatidão. Foi o que fizemos, com critérios claros e dados oficiais de fácil acesso – afirma Mattos.

Cada uma das dimensões do iRS tem, no máximo, três variáveis. A partir delas, é possível obter um panorama geral sobre a situação de cada Estado e, ao mesmo tempo, examinar os desdobramentos por área. A pesquisa será atualizada anualmente.

 

Crédito: ClicRBS

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat