• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Quase 50% dos temporários podem ser efetivados no RS

Digiqole ad

O setor terciário é o mais impactado pela chegada do Natal. E o aumento nas vendas e na procura por prestação de serviços influencia diretamente na necessidade de contratação de mão de obra para o período. Uma pesquisa realizada pela Federação do Comércio de Bens e de Serviços do Estado do Rio Grande do Sul (Fecomércio-RS) e divulgada nesta terça-feira, por meio do Instituto Fecomércio de Pesquisa (Ifep-RS), mostrou que 49,3% dos trabalhadores temporários têm chance de efetivação após o final do contrato.”Os empresários estão atentos às pessoas talentosas e a pesquisa sinaliza justamente a intenção de se criar vagas efetivas”, explicou o presidente do Sistema Fecomércio-RS/Sesc/Senac, Zildo De Marchi.

Segundo o relatório, 99% das empresas pesquisadas irão buscar trabalhadores temporários em 2012. Dessas, 81,2% ainda não iniciaram as contratações. Em relação àquelas que começaram o processo, a maior parcela (70,8%) já contratou até três novos funcionários. Considerando as contratações já realizadas e as que serão realizadas, o número médio de temporários deverá ser de 4,6 trabalhadores por empresa. Em relação ao número de funcionários permanentes das empresas, esse número representa um incremento de 22,7% na força de trabalho nesses últimos meses do ano.Dessas empresas, 81,2% ainda não iniciaram as contratações. Em relação àquelas que começaram o processo, a maior parcela (70,8%) já contratou até três novos funcionários. Considerando as contratações já realizadas e as que serão realizadas, o número médio de temporários deverá ser de 4,6 trabalhadores por empresa. Em relação ao número de funcionários permanentes das empresas, esse número representa um incremento de 22,7% na força de trabalho nesses últimos meses do ano.

Para a seleção dos trabalhadores, 70,1% exigirão algum grau de instrução, sendo que 78,0% requisitará Ensino Médio completo. Além disso, itens como boa aparência e boa dicção são exigidos por grande parte das empresas. A maior parte (87,9%) deverá fazê-lo para a atividade de vendas/comercial. O gênero do trabalhador aparece apenas em 9° lugar como exigência mais comum, sendo que destes, 82,1% requisita o gênero feminino para a contratação.

* A Pesquisa de Temporários 2012 realizou 384 entrevistas na principal cidade de cada Macrorregião do Estado: Caxias do Sul, Ijuí, Pelotas, Porto Alegre e Santa Maria.

 

Crédito: Correio do Povo

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat