• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.7828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Produtores de maçã se mobilizam por centro de controle de pragas

 Produtores de maçã se mobilizam por centro de controle de pragas
Digiqole ad

Moscasul ocupará terreno da Embrapa em Vacaria e precisará de R$ 2,7 milhões em investimentos para ser erguido

Os produtores de maçã do Rio Grande do Sul intensificaram a mobilização do setor em busca da construção do Centro de Controle Biológico Moscasul.

O projeto é uma parceria entre a Associação Brasileira dos Produtores de Maçã (ABPM) e a Embrapa Uva e Vinho. A unidade deve está prevista para ser erguida no município de Vacaria e está orçado em dois milhões e setecentos mil reais.

O presidente da Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia (CINDRA), deputado Jerônimo Goergen (PP-RS), recebeu o pedido do setor produtivo para que ajude na construção política em busca dos investimentos.

“Esse é um projeto extramente importante para o futuro da fruticultura, já que abrangerá um universo de 50 mil propriedades dos três estados do Sul”, destacou o parlamentar.

O Centro Moscasul representará uma alternativa importante no controle da mosca-das-frutas (Anastrepha fraterculus), que tem provocado perdas milionárias para os produtores.

Só na cultura da maçã, os prejuízos estimados com a perda da produção e, a aplicação de químicos nas macieiras chega a R$ 28 milhões.

“Vejam que a verba solicitada representa apenas 10% das perdas em apenas uma cultura”, argumentou Jerônimo.

O parlamentar lembra que o projeto do controle biológico exige uma resposta rápida das autoridades, uma vez que os fornecedores dos defensivos acenam com o fim da fabricação dos produtos hoje utilizados. O deputado Jerônimo Goergen encaminhou ofício ao Ministério da Agricultura solicitando a inclusão dos recursos necessários à construção do Moscasul no Orçamento de 2014.

 

Crédito: Adelar Gonçalves/Dep. Jornalismo

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat