• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.7828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

PRESOS TRÊS HOMENS POR TRÁFICO DE DROGAS E ASSOCIAÇÃO PARA O TRÁFICO NA CIDADE DE BOM JESUS

Digiqole ad

Foram presos em Flagrante na tarde da última sexta-feira, dia 15, na cidade de Bom Jesus pela prática dos crimes de Tráfico de Drogas e Associação para o Tráfico as pessoas identificadas como RENATO MONTEIRO GALVÃO, vulgo BODE, com 43 anos de idade, HILDO JOSÉ BOCCARDI SILVEIRA, com 56 anos de idade, e ANESILDO RAIMUNDO DE SOUSA, com 33 anos de idade.

Há mais de um mês, os presos vinham sendo investigados por Policiais Civis da Delegacia de Polícia de Bom Jesus.

Na sexta, após várias horas de monitoramento, foram realizadas as prisões.

RENATO , conhecido como BODE, era o responsável pela venda da droga.

O tráfico era praticado no apartamento de HILDO, localizado no Centro de Bom Jesus.

ANESILDO era o responsável pelo monitoramento e segurança do local, tendo a função conhecida como “Olheiro do Tráfico”.

Na tarde da sexta-feira, durante as diligências, foi apreendida pequena quantidade de Maconha logo após esta ser vendida por RENATO para um usuário de drogas.

Para o monitoramento do local, efetivação das prisões e apreensão da droga, foi montada uma Operação da qual participaram os Policiais Civis da Delegacia de Polícia de Bom Jesus CLÁUDIO, GELSON e PAULO e os Policiais Militares SARGENTO FERMINO e SOLDADO MONTEIRO, do OPM de Bom Jesus, todos coordenados pelo Delegado Flademir, titular da DP de Bom Jesus.

RENATO MONTEIRO GALVÃO, vulgo BODE, possui antecedentes pela prática dos crimes de HOMICÍDIO, TRÁFICO DE DROGAS, FURTO, ESTELIONATO, APROPRIAÇÃO INDÉBITA e de outros crimes.

HILDO JOSÉ BOCCARDI SILVEIRA possui antecedentes pela prática dos crimes de HOMICÍDIO, POSSE DE ENTORPECENTES, ATO OBSCENO e de outros crimes.

Os presos foram encaminhados ao Presídio da cidade de Vacaria onde ficarão à disposição do Poder Judiciário.

Agora, a Delegacia de Polícia de Bom Jesus terá 30 dias para concluir o Inquérito Policial e os Presos ficarão sujeitos a penas que poderão chegar a 15 anos de reclusão.

 

Crédito: Flademir Paulino de Andrade, delegado de Polícia, titular da Delegacia de Polícia de Bom Jesus

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat