• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Porto Alegre deve receber pelo menos 15 mil alemães, diz secretário do RS

 Porto Alegre deve receber pelo menos 15 mil alemães, diz secretário do RS
Digiqole ad

A confirmação de Alemanha x Argélia na partida pelas oitavas de final que será disputada em Porto Alegre faz com que o turismo gaúcho comemore por antecipação a presença maciça de turistas também nos próximos dias. A exemplo do que aconteceu nos demais jogos disputados no Beira-Rio, na capital do Rio Grande do Sul, uma nova invasão de estrangeiros é esperada para o jogo de segunda-feira (30). A projeção da Secretaria de Turismo é de que pelo menos 15 mil alemães cheguem a Porto Alegre para assistir à partida.

Antes mesmo de a bola rolar na Copa do Mundo, 7.399 ingressos da partida já haviam sido vendidos para os alemães, mostrando a confiança dos torcedores. A presença de argelinos, no entanto, é considerada como uma surpresa positiva pelo secretário do Turismo do Rio Grande do Sul, Márcio Cabral. “Temos um grande e decisivo jogo pela frente, e a presença da Alemanha já era prevista. A Argélia foi uma grata surpresa pelo grande número de torcedores. Até franceses ficaram depois do jogo do país para ver a seleção africana”, comenta o Cabral.

Para o secretário, esta é a chance de Porto Alegre encerrar sua participação no Mundial em grande estilo. “Já tivemos duas campeãs mundiais, e a Holanda que é uma das favoritas jogando aqui. Agora a Alemanha, que além de campeã, é favorita ao titulo e tem uma história ligada ao RS. É um encerramento com chave de ouro. A Argélia já nos conhece. É uma oportunidade de rever os gaúchos”, comemora Márcio Cabral, que revela satisfação com os números da Copa até o momento em Porto Alegre.

Além dos alemães, muitos russos também haviam comprado os bilhetes imaginando estar na decisão das oitavas de final. Os torcedores do país chegaram a adquirir mais de mil ingressos, ficando atrás somente dos americanos que obtiveram mais de 4 mil entradas. Dos 43 mil ingressos colocados à venda, 17.640 ingressos foram vendidos a estrangeiros antes da definição do confronto. “Agora alemães e argelinos devem procurar mais. No entanto, será difícil superar a movimentação que teve o jogo da Argentina, mas será um momento especial. Terá comoção pública. O gaúcho se acostumou a viver uma Copa do Mundo. Vai ser uma grande festa, mesmo que seja uma segunda-feira. É quase um feriado”, enaltece o secretário do Turismo.

Os mais de 83 mil ingressos vendidos para estrangeiros (243 mil vendidos no total) na primeira fase renderam bons números ao turismo gaúcho. De acordo com as informações da Secretaria do Turismo, a movimentação foi intensa no comércio e na rede hoteleira local. “Tivemos um sucesso muito grande até o momento. A movimentação do comércio e da rede hoteleira foi grande. Desde o início tivemos a oportunidade de uma crescente. Primeiro num domingo (França x Honduras), depois o jogo que movimentou muitos turistas (Holanda x Austrália), depois um jogo no final de semana (Coreia do Sul x Argélia), depois o jogo da Argentina e agora um jogo decisivo. Fomos aprendendo com o funcionamento da Copa. Tudo melhorou de um jogo para outro”, enumera o responsável pela pasta, Márcio Cabral.

A crescente a que o secretário se refere fez com que Porto Alegre tenha subido da terceira posição para a segunda cidade-sede que mais recebeu turistas, com 350 mil pessoas já tendo passado pelo RS. “Éramos a terceira cidade com maior venda de ingresso. Durante a Copa passamos do 3º para o 2º lugar em números de estrangeiros por cidade-sede. Além disso, na quarta-feira (25) tivemos o segundo melhor serviço de jogo da Copa. Era um jogo de risco pelo alto número de estrangeiros”, revela.

Para o secretário, as boas notícias condizem com a hospitalidade dos moradores do estado. “Os números são três vezes melhor do que esperávamos. Tínhamos o objetivo de ser a melhor sede, mas só tivemos cinco jogos. Mas temos a certeza que deixamos uma boa impressão para os turistas. Ficou uma imagem positiva da hospitalidade do gaúcho que soube abrir sua casa para receber bem os visitantes”, reforça Cabral.

 

Crédito: Globo

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat