• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Polônia vence a Rússia e fica em 1º no grupo; Brasil pega a França na semi

 Polônia vence a Rússia e fica em 1º no grupo; Brasil pega a França na semi
Digiqole ad

O caldeirão ferveu novamente na Polônia. Empurrado mais uma vez pela fanática torcida, o time vermelho e branco mostrou força e venceu a Rússia nesta quinta-feira, por 3 sets a 2, pela terceira fase do Mundial. Com o resultado, os poloneses garantiram a passagem às semifinais como líderes do Grupo H, deixando o Brasil em segundo. Os dois times somaram o mesmo número de pontos (4), mas os donos da casa levaram vantagem por terem vencido duas partidas contra apenas uma do time do técnico Bernardinho.

O adversário da seleção brasileira na semifinal será a França, que também venceu o Irã por 3 sets a 2 e ficou com o primeiro lugar do Grupo G. O duelo contra os Bleus está marcado para o próximo sábado, às 11h40 (de Brasília), na Spodek Arena, em Katowice. Na outra semifinal, a Polônia enfrenta a Alemanha.

Pintadas de vermelho e branco, as arquibancadas do ginásio de Lodz apoiaram o time polonês desde o primeiro minuto. E foram correspondidas em quadra. Em mais uma noite inspirada do oposto Mariusz Wlazly, os poloneses dominaram os russos durante todo o primeiro set, que terminou com vitória dos donos da casa por 25 a 22.

A superioridade da Polônia continuou no segundo set – que poderia garantir a classificação às semifinais – e o time rapidamente abriu uma vantagem de quatro pontos (10 a 6). Porém, precisando vencer para seguirem vivos, os atuais campeões olímpicos esboçaram uma reação com boa atuação do provocador Alexey Spiridonov. Os russos chegaram a passar à frente (17 a 15), mas estava complicado segurar os time polonês, que retomou a liderança do placar na sequência e não soltou mais: 25 a 22, classificação garantida, e muita festa nas arquibancadas.

Com a vaga nas mãos, a Polônia mostrou certa desconcentração no terceiro set, chegando a ficar seis pontos atrás dos russos, que tentavam uma improvável virada para diminuir a decepção pela eliminação. Na metade do set, os poloneses voltaram para o jogo, mas não conseguiram retomara a liderança do placar e acabaram derrotados por 25 a 21.

O quarto set começou semelhante ao anterior: Rússia melhor em quadra. No entanto, precisando da vitória para garantir a primeira colocação do Grupo H, os poloneses voltaram para o jogo e chegaram a ficar na frente (18 a 17). Mas os russos continuaram melhores e fecharam em 25 a 22.

No tie-break, a Polônia conseguiu, finalmente, retomar o domínio da partida, acordando a torcida com uma vantagem de 4 a 1 logo no início. Sem grandes motivações, a Rússia não ofereceu mais resistência e os donos da casa abriram cinco na sequência (8 a 3). Daí para a frente, os poloneses apenas controlaram o marcador e fecharam em 15 a 11, vencendo a partida por 3 sets a 2.

FRANÇA VENCE O IRÃ E PEGA O BRASIL NA SEMI
Enquanto os poloneses vibravam com a vitória sobre os russos em Lodz, a França cumpria seu papel diante do Irã, na Spodek Arena, em Katowice. Em partida com roteiro bastante parecido com o de Polônia x Rússia, os franceses fizeram 3 sets a 2 sobre os adversários e avançaram às semifinais na liderança do Grupo G. O adversário será o Brasil, segundo colocado da outra chave.

Precisando vencer apenas um set para se garantirem nas semifinais, os Bleus partiram com tudo para cima dos iranianos. Sob liderança do ponteiro Earvin Ngapeth, os europeus tomaram a ponta do placar logo no início da partida. Porém, apesar de cometer muitos erros, o Irã mostrou eficiência no ataque e seguiu colado no placar durante boa parte do set. Na reta final, a superioridade técnica dos franceses falou mais alto e time azul fechou em 25 a 20.

Mesmo eliminados, os iranianos continuaram encarando o jogo com seriedade e deram trabalho no segundo set, chegando a liderar o marcador em alguns momentos. Mas não resistiram por muito tempo e a França voltou a vencer: 25 a 23, e liderança do Grupo G garantida.

Com seus objetivos alcançados, os Bleus relaxaram no terceiro set e, apesar de manterem o equilíbrio até o fim, acabaram derrotados por 25 a 22. Principal revelação do vôlei mundial em 2014, o Irã continuou em busca de uma despedida honrosa e venceu também o quarto set por 25 a 19 – destaque para a atuação de Shahram Mahmoudi, que terminou a partida com 20 pontos.

Antes do tie-break, o técnico francês deve ter dito algo como “acabou a brincadeira” para seus atletas. O time entrou em quadra focado e não teve grandes dificuldades para fazer: 15 a 9. Fim de jogo com vitória da França por 3 sets a 2.

 

Crédito: Globo

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat