• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Polícia Civil realizou três prisões na sexta-feira passada

 Polícia Civil realizou três prisões na sexta-feira passada
Digiqole ad

Ao meio-dia da última sexta-feira, dia 10, Policiais Civis da Seção de Investigações da DP Vacaria localizaram e prenderam ROSEMIRO PEREIRA LISBOA, 38 anos.
Ele era foragido do Instituto Penal de CaNoas, onde crumpria pena.
Há cerca de 15 anos, Rosemiro foi indiciado, preso e condenado por um crime que marcou muito Vacaria, que foi o latrocínio do Seu Joaquim, na Estação Rodoviária local, onde este era atendente.
Encaminhado ao Presídio, será depois recambiado pela Susepe para o local de cumprimento da pena.

A outra prisao foi feita por Policiais Militares. LUIS CARLOS BRITO, o DIDI, que estava evadido do presídio local, foi localizado e preso por PMs no Bairro Gloria.  Foi apresentado no Plantão da DPPA para os procedimentos, e encaminhado ao presidio estadual de Vacaria.

A terceira prisão foi a mais séria.
MARIA NILSA PEREIRA, uma senhora de 68 anos, andarilha, natural do Cambará Paranaense, que mora em Campestre da Serra e vive com a colaboração da população, foi atacada por um andarilho até então desconhecido.
Ele agredia a mulher e tentava enforcá-la com uma corrente, quando três trabalhadores passaram pela BR – 116, viram a cena, e salvaram a vítima. 
O homem ainda resistiu, mas foi dominado.
A mulher foi socorrida e levada ao Hospital Nossa Senhora da Oliveira, onde passa bem, mas tem suspeita de fratura de vértebra cervical, permanecendo internada.
Os trabalhadores acionaram a BM de Campestre, que conduziu até a Delegacia.
Na Delegacia, o homem ainda mentia o nome, mas foi depois identificado como sendo ANTONIO RIBEIRO, 45 anos, natural de Guarani das Missões, mas sem residência fixa.
Ele tem antecedentes por dois furtos simples, dois furtos qualificados, quatro roubos majorados, atentado violento ao puder, dano e resistência.
Foi autuado em flagrante por tentativa de homicídio e encaminhado ao presídio.
O delegado de Polícia em plantão, Carlos Alberto Defaveri, no mesmo expediente já representou ao Juiz pela decretação da Prisão Preventiva do homem.

 

Crédito: Adelar Gonçalves/Dep. Jornalismo e Delegacia de Polícia

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat