• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Polícia Civil e Brigada Militar realizaram a operação “Randevu” fechando bar e casa noturna

 Polícia Civil e Brigada Militar realizaram a operação “Randevu” fechando bar e casa noturna
Digiqole ad

A Polícia Civil de Vacaria e a Brigada Militar fecharam na noite dessa sexta-feira, 20/03, um bar no bairro Glória e um estabelecimento noturno no centro da cidade. As interdições integram a Operação *“Randevu” e foram realizadas devido ao grande número de denúncias chegadas até o Serviço de Inteligência Policial e Análise Criminal da Delegacia de Polícia Regional.

Dois estabelecimentos foram revistados no bairro Glória, sendo que um foi autuado por estar funcionando sem o alvará de localização e haver denúncias de que é utilizado para o favorecimento a prostituição.

Já no centro da cidade outros dois estabelecimentos foram inspecionados pela polícia, onde há inúmeras denuncias que funcionam como ponto de prostituição e de estarem irregulares, além de reclamações de moradores dos arredores da região por perturbação do sossego.

As ocorrências policiais foram feitas com base em infrações do artigo da Lei das Contravenções Penais, que se refere a estabelecimento que exerça atividade sem preencher as condições que por Lei esta subordinada e por favorecimento a prostituição.

No total foram quatro locais diligenciados, com a participação de oito policias civis e militares, 94 pessoas revistadas e identificadas, uma ocorrência de contravenção relativa à organização do trabalho, por estar exercendo atividade sem licença municipal.

Outra ocorrência por posse de entorpecentes, devido ter sido localizado cocaína com um indivíduo que estava frequentado uma boate vistoriada.

Um boletim de ocorrência para investigar o funcionamento de um bar na área central de Vacaria.

E outra ocorrência para apurar o favorecimento a prostituição em um estabelecimento no centro da cidade, aonde no momento em que a polícia chegou no local foi flagrando um casal mantendo relação sexual mediante pagamento e com vantagem econômica ao responsável pelo lugar.

Durante a operação policial foram aprendidos cadernos com anotações manuscritas que indicavam o controle das doses das bebidas, a cobrança dos programas sexuais e o aluguel do quarto, além de dezenas de preservativos, duas petecas de cocaína e de localizar mais de 6 mil reais no carro de um dos investigados por manter casa de prostituição.

São locais com risco à segurança e causadores de perturbação no entorno, os órgãos da segurança pública estão atentos e a população pode denunciar através do DISQUE DENÚNCIA, fone 181.

Ocorrências 2507, 2510, 2512 e 2514/152710/2015.

*Randevu (do francês, rendez-vous) casa de tolerância; bordel, lupanar.

 

 

Crédito: Comissário de Polícia João Carlos Pinto de Abreu

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat