• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

POLÍCIA CIVIL ALERTA SOBRE GOLPES APLICADOS POR ESTELIONATÁRIOS

 POLÍCIA CIVIL ALERTA SOBRE GOLPES APLICADOS POR ESTELIONATÁRIOS
Digiqole ad

 

Uma ligação no celular, do outro lado da linha alguém diz que está em poder da sua filha e exige dinheiro para libertar a menina. Em outra situação, uma mensagem chega ao telefone falando que o dono do telefone acaba de ganhar uma casa de um programa de televisão ou uma certa quantia em dinheiro, bastando, apenas, seguir as instruções para garantir o direito ao bem. Muitas pessoas já passaram por essas situações ou conhecem pessoas que já foram vítimas desses golpes que, apesar do conhecimento das pessoas, continuam sendo aplicados e ganhando novas versões a cada dia. Por este motivo, a Polícia Civil de Vacaria está fazendo um alerta à população no sentido de que esteja alerta para estes golpes. 

 

Conheçam alguns golpes aplicados por estelionatários

Carro Quebrado ou “Bênça, Tia”: Este é um golpe muito cometido por detentos de presídios do Brasil. O criminoso liga para números aleatórios e, quando alguém atende, diz “ bênça, tia (o)!”. O suspeito se passa por parente da vítima, geralmente sobrinho, e diz que está com o carro quebrado na estrada e que precisa de dinheiro para o guincho ou para pagar o mecânico. A vítima acreditando na dificuldade do suposto parente, acaba depositando o dinheiro.

 

Em outra versão do golpe, o estelionatário pode pedir crédito de celular. É necessário que a pessoa, antes de tomar qualquer decisão, se acalme, e cheque as informações. Conferir se o número do telefone de que recebeu a ligação é o mesmo do parente e entrar em contato com os familiares mais próximos da pessoa. Qualquer dúvida, ligue logo em seguida para a Polícia (190).

 

 

Falso sequestro: este golpe é tratado como extorsão e não estelionato. O autor do golpe liga aleatoriamente para telefones de vítimas e diz que está com o filho (a) e exige dinheiro para o resgate. Com ameaças de morte e aproveitando a situação de nervosismo, os golpistas acabam convencendo a vítima de que realmente está com alguém de sua família. A execução desse golpe é diferente do golpe do carro quebrado, pois o estelionatário procura manter contato com a vítima todo o momento, não deixando que ela desligue o telefone para que não entre em contato com o filho (a). Por ser parente mais próximo, fica mais fácil de a vítima tentar cruzar as informações e descobrir que está sendo vítima de um golpe. Nessa situação, a vítima deve perguntar por alguma coisa que só o filho saberia, por exemplo o nome de animal de estimação ou outro lugar em que tenham morado anteriormente. Antes da confirmação, não se deve tentar negociar com os criminosos ou fazer qualquer depósito em dinheiro.

 

 

Bilhete premiado: um dos mais antigos que apresenta duas versões. Para simular um bilhete premiado, o vigarista pega o número já sorteado da loteria e faz um jogo, conseguindo um comprovante, porém de um sorteio que ainda vai acontecer. Na primeira versão do golpe, o criminoso aborda uma pessoa na casa lotérica e diz que está com o bilhete premiado e pede para a vítima olhar, anotar os números e conferir que realmente são os números sorteados. Em seguida, o golpista pede um valor pelo bilhete premiado, uma vez que não pode retirar o prêmio por ter restrições com a Polícia. A vítima, acreditando que vai levar vantagem, saca a quantia em dinheiro e entrega ao golpista em troca do bilhete falso. Na segunda versão, duas ou três pessoas abordam a vítima e pedem para ela segurar seus pertences, enquanto vão conferir se o bilhete está premiado. Quando a pessoa volta, pergunta para a vítima se ela não quer conferir também. A vítima é induzida a deixar seus objetos pessoais com os estelionatários, que desaparecem. Para não cair nesse golpe, as vítimas devem evitar dar continuidade à conversa quando pessoas estranhas aparecerem falando que estão com um bilhete premiado. Seja esperto, memorize as características dos elementos e ligue para a Policia.

 

 

Pacote de Dinheiro: Os vigaristas observam a vítima sacando elevada quantia em dinheiro em um banco e a seguem. Um deles deixa propositalmente cair uma folha de cheque de alto valor ou um pacote de dinheiro falso, visando chamar atenção da vítima. Um segundo vigarista se aproxima e diz que também viu o acontecido e convence a vítima de que os dois devem, juntos, devolver o dinheiro. Neste momento, o estelionatário “descuidado” se diz agradecido e oferece uma recompensa à vítima e ao comparsa, dizendo que eles deverão comparecer a um escritório, para receber a dita recompensa. O golpista vai receber a suposta recompensa e volta com uma boa quantia em dinheiro, despertando interesse da vítima. Na sua vez de receber a recompensa, a vítima é orientada a deixar sua bolsa e seus objetos pessoais, somente percebendo que foi vítima de um golpe quando os estelionatários já desapareceram.

 

Nunca confie em pessoas estranhas. Ouvindo esta conversa, memorize as características dos elementos e ligue para a Polícia.

 

 

Tentativas de golpes estão acontecendo em várias cidades, em Vacaria também, fiquem ALERTA e qualquer dúvida, nunca faça negócios e ligue para a Polícia.

 

Crédito: Adelar Gonçalves/Dep. Jornalismo e João Carlos Pinto de Abreu – Comissário de Polícia – 25ª Delegacia de Polícia Regional

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat