• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Pequenos negócios geram quase 80% dos postos de trabalho

Digiqole ad

As micro e pequenas empresas (MPE) foram responsáveis por 77,3% do saldo líquido de empregos gerados no Brasil durante o mês de julho. Os números são de um levantamento realizado pelo Sebrae a partir da base de dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego.

“O resultado mostra que as micro e pequenas empresas continuam sustentando o crescimento do mercado de trabalho interno, principalmente no setor de serviços. Os pequenos negócios são os motores da economia brasileira, que já mostra sinais de recuperação”, afirma o presidente do Sebrae, Luiz Barretto

Conforme o recorte do Sebrae, o conjunto das MPE contribuiu de forma expressiva para o saldo positivo de empregos em todos os setores. Entre as microempresas, as que mais contrataram foram aquelas com até quatro funcionários. Elas responderam no mês de julho por 81,4% das vagas, com saldo de emprego líquido positivo em todos os setores. Serviços foi o setor que gerou mais postos, respondendo por 27,4% do total das MPE. Em seguida, destacaram-se Comércio (19,9%) e Construção Civil (16,6%).

As microempresas que reúnem entre cinco e 19 trabalhadores registraram saldos positivos em praticamente todos os setores. Os destaques ficaram com a Construção Civil e Agropecuária, que participaram, respectivamente, com 0,7% e 0,5% do total da geração de empregos nessa categoria de estabelecimentos.

Já as pequenas empresas, que empregam entre 20 e 99 pessoas, também geraram vagas na maioria dos setores econômicos. Em primeiro lugar no ranking, mais uma vez o setor de Serviços (0,7% do total).

Segundo as informações do Ministério do Trabalho, em julho de 2012 foram gerados 142.496 empregos com carteira assinada no Brasil. O valor corresponde a uma elevação de 0,37% no contingente de assalariados celetistas na comparação com o mês de junho. Graças a esse desempenho, o país mantém a dinâmica de geração de emprego formal.

Expansão

No acumulado dos últimos 12 meses, foram gerados 1,54 milhão de postos de trabalho, o equivalente a um crescimento de 4,09% do contingente de assalariados com carteira assinada. Em julho, houve expansão nos oito setores de atividade econômica. Os maiores destaques ficaram com Agricultura (1,42%), Construção Civil (0,83%) e Extrativismo Mineral (0,80%).

Pelo recorte geográfico, houve aumento do emprego em julho nas cinco regiões brasileiras. O Sudeste obteve a primeira posição, com 83.093 novos postos.

 

Crédito: Agência SEBRAE

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat