• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.7828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

PDT impõe condições para ser base do governo Sartori

 PDT impõe condições para ser base do governo Sartori
Digiqole ad

PDT poderá ter oficializado o ingresso na base do governo de José Ivo Sartori (PMDB), antes mesmo da posse do governador eleito. Esta semana, o presidente estadual do PDT, Pompeo de Mattos, recebeu o governador eleito para a primeira reunião sobre o assunto. Um encontro de aproximação, segundo Pompeo. “Sartori quer que o PDT participe do seu governo. Foi a primeira conversa, o ambiente é bom. A disposição do governo é que participemos e a nossa é de colaborar”, revelou.

Acompanhado de seu braço direito, Carlos Búrigo (PMDB), Sartori foi ao encontro do pedetista na segunda-feira. Além dos votos da bancada pedetista, que aumentou de sete para oito deputados na próxima legislatura, Sartori teria interesse em contar com nomes do partido para secretarias.

Pompeo não confirma a apresentação de nomes para um possível secretariado, mas admite que o deputado Vieira da Cunha entrou na pauta da reunião. O presidente pedetista reafirmou que ninguém será autorizado a ingressar sozinho no governo, se a decisão do partido for pela oposição.

Na avaliação de Pompeo, a ampliação da bancada também terá de se refletir no espaço destinado ao partido na administração Sartori, caso, de fato, opte pelo ingresso na próxima gestão. “O PDT saiu maior na eleição do que entrou. Da mesma forma, não pode entrar no governo Sartori menor do que saiu do governo Tarso Genro. Que protagonismo o PDT pode ter nesse governo?”, argumentou.

Internamente, grande parte da sigla pressiona pela adesão. Por isso, um novo encontro com o governador eleito está marcado para a próxima segunda-feira. “Para a próxima reunião possivelmente teremos os líderes de bancada (Gerson Burmann) e do partido (Juliana Brizola) na Assembleia.

 

Crédito: Correio do Povo

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat