• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

PC esclarece homicídio de “Leitinho”

Digiqole ad

A Polícia Civil remete nessa segunda-feira, dia 24, ao Fórum de Vacaria, o Inquérito Policial que apurou o homicídio de Wanderlei Alves Batista “Leitinho”, 45 anos, encontrado morto com um tiro no amanhecer do dia 8 deste mês, na Rua Ceará, 264, bairro Petrópolis.

Após intensas investigações, o autor do crime foi devidamente identificado, já estando preso por força de Prisão Temporária decretada pela Justiça, após requerimento da autoridade policial.

Segundo a Polícia Civil, o autor do homicídio foi Renato Silva da Silva, 24 anos, natural de Júlio de Castilhos – RS.

Na noite do dia 7 de maio, Renato estava discutindo e ameaçando a namorada, na residência desta, localizada na Rua Marco Aurélio, momento em que Vanderlei (que era amigo dos moradores) chegou junto à porta da residência.

Sem nenhuma motivação, Renato desferiu um tiro contra o abdômen de Vanderlei “Leitinho”, que sentiu o disparo, inclinou-se para a frente, mas conseguiu deixar a casa e caminhar até a esquina com a Rua Ceará, onde tombou e foi encontrado já sem vida na manhã seguinte.

As investigações apuraram que Renato tinha envolvimento com drogas e que era o responsável por vários disparos de arma de fogo que passaram a acontecer nas proximidades da comunidade conhecida por “Cascatas”, bairro Petrópolis, desde que o rapaz passou a conviver naquele local, deixando atônitos os moradores das redondezas.

O Inquérito tramitou na Seção de Investigações da Delegacia de Polícia de Vacaria, tendo o delegado Carlos Alberto Defaveri, indiciado Renato Silva da Silva, por homicídio duplamente qualificado (motivo fútil mais crime sem oportunizar possibilidade de defesa da vítima), e solicitou à Justiça a prisão preventiva do indiciado.

A pena para esse tipo de crime é de 12 a 30 anos de reclusão.

Por tratar-se de crime contra a vida, oferecida a denúncia pelo Ministério Público e recebida pela Justiça, o julgamento ocorre em Tribunal do Júri.

 

Crédito: Adelar Gonçalves/Rádio Esmeralda FM – 93,1 e Polícia Civil de Vacaria

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat