• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Padrasto que estuprou menina de 12 anos e sua companheira são presos

Digiqole ad

A pedido do Ministério Público de Vacaria foi deferida a prisão preventiva
do padrasto que estuprou e engravidou sua enteada por duas vezes. A
solicitação e determinação da prisão foi estendida, também, à mãe da
adolescente, a qual consentia com os abusos praticados pelo seu
companheiro.

Na primeira vez, em 2007, quando a menina tinha apenas doze anos, os
órgãos de proteção da infância e juventude foram acionados para apurar
possível delito de estupro e conseqüente gravidez, praticado pelo padrasto
com auxílio e consentimento da mãe da jovem.

As medidas de afastamento da menina do lar, para morar com seu pai
biológico, e a abertura de processo criminal foram adotadas, sendo o
padrasto e a mãe da adolescente acusados e denunciados pelo crime de
estupro. Neste primeiro caso a menina engravidou, mas teve aborto natural
meses depois.

Após tais medidas, o fato teve novos desdobramentos, pois a mãe biológica
da adolescente, em março de 2008, segundo informações do Conselho Tutelar,
buscou a jovem na casa do pai biológico da vítima, o qual residia em São
Marcos/RS, porque seu companheiro, o autor dos abusos, queria conviver com
as duas (mãe e filha), do contrário não manteria a relação com a genitora.

Com a adolescente em casa, o padrasto cometeu outro estupro e novamente
engravidou sua enteada.

Ao receber a informação do Conselho Tutelar, semana passada, o Ministério
Público de forma imediata e urgente requereu a prisão preventiva do
padrasto e da mãe, pois esta era incentivadora, ou, no mínimo, conivente
com a situação de abuso.

O pedido foi deferido pela 1º Vara Criminal de Vacaria/RS em 19 de março
de 2009 e cumprido no dia 23 de março de 2009.

 

Crédito: Ministério Público de Vacaria

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat