• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Operação Roleta Russa da Polícia Civil de Vacaria prende três criminosos

 Operação Roleta Russa da Polícia Civil de Vacaria prende três criminosos
Digiqole ad

A Polícia Civil através da Delegacia de Polícia de Vacaria, desencadeou, na manhã desta quinta-feira, dia 20, a Operação Roleta-Russa, efetivando a prisão de três homens suspeitos de tentar matar, por meio cruel (tortura) e por motivo torpe, duas vítimas residentes em Vacaria.

Os homens presos são:

WILLIAN. J. M., 24 anos de idade, natural de Caxias do Sul, residente no Loteamento São Francisco, Vacaria;

MANOEL. A. V. S., alcunha “BISCOITO”, 31 anos de idade, natural de Vacaria, residente no bairro Barcelos, em Vacaria;

MAICON. J. N. R., 28 anos de idade, natural de Porto Alegre, residente no Bairro Barcelos, em Vacaria;

Segundo informações do delegado Anderson Silveira de Lima, titular da DP de Vacaria, o crime ocorreu no dia 1º de abril deste ano, ocasião em que os três homens presos na manhã de hoje, na companhia de outro homem já preso em flagrante pela Polícia Civil, por porte de arma, no último dia 15 de abril, raptaram duas vítimas, em via pública, levando-as sob ameaça de armas de fogo, ao interior de uma residência localizada no Bairro Barcelos, em Vacaria, onde iniciaria a “tortura”.

No local, mediante ameaça com armas de fogo, as vítimas foram severamente espancadas pelos quatro bandidos, com socos e ponta-pé e coronhadas de revólver na cabeça e no corpo, até ficarem gravemente feridos, sendo que, em seguida, tiveram um revólver apontado para suas cabeças, sendo que os agressores, fazendo roleta russa, ou seja, colocando apenas um projétil de arma de fogo no revólver, rolavam o tambor e acionavam o gatilho da arma apontada para a cabeça das vítimas.

O ato se repetiu por diversas vezes contra cada uma das vítimas, expostas por isso a intenso sofrimento psíquico decorrente do medo de que a arma disparasse.

Por fim, depois dos espancamentos e da tortura, os criminosos efetivaram um disparo de arma de fogo contra cada uma das vítimas.

A primeira vítima (homem de 35 anos) levou um tiro na cabeça, que pegou de raspão, com o que caiu ao chão desacordada. Os criminosos acharam que o haviam matado.

A segunda vítima (homem de 39 anos) que levou um tiro na barriga, foi deitada ao chão e teve os braços e as pernas seguradas por três dos criminosos, sendo que o quarto chegou e lhe deu o tiro que lhe perfurou várias alças intestinais, em virtude do que foi internado, em estado grave, no Hospital Nossa Senhora da Oliveira de Vacaria e submetido a duas cirurgias, salvando-se por um milagre.

O delegado Anderson informou ainda, que as torturas, espancamentos e tiros a que foram submetidas ás vítimas foram praticados por motivo torpe, repugnante, ou seja, por dívida decorrente de drogas, pois as vítimas eram usuários de drogas e deviam pequena quantia de dinheiro aos criminosos, aproximadamente 150 reais cada um.

O outro homem já preso pela Polícia Civil no dia 15 de abril passado, é Paulo R. A. S., 30 anos de idade, natural de Bom Jesus, residente no Bairro Barcelos em Vacaria.

Extraída certidão de antecedentes policiais, foram encontrados antecedentes contra todos os presos, por crimes como tráfico de drogas, furto qualificado, assalto a mão armada, entre outros.

Os suspeitos foram indiciados em Inquérito Policial pela prática de dois crimes de tentativa de homicídio duplamente qualificado, e agora respondem a processo criminal com penas que podem variar entre 8 e 40 anos de prisão, se somadas.

 

Crédito: Adelar Gonçalves/Dep. Jornalismo e DP Polícia/Vacaria

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat