• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

OAB-RS lançará campanha para mudar comportamento dos eleitores

 OAB-RS lançará campanha para mudar comportamento dos eleitores
Digiqole ad

A menos de três meses para as eleições, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) lançaram uma campanha sobre a importância do voto consciente. As duas entidades vão receber denúncias de casos de corrupção eleitoral, como mostra a reportagem do RBS Notícias (veja o vídeo ao lado).
Em outubro serão escolhidos o presidente do Brasil, os 27 governadores, além de deputados e senadores. Porém, o compromisso com o voto a cada quatro anos não tem tido a atenção que deveria. Muitas pessoas não se lembraram nos candidatos que votaram na última eleição.

Segundo especialistas, a falta de memória do voto está entre os principais problemas dos brasileiros. Justamente por isso este foi um dos temas escolhidos pela OAB e será incluído em uma campanha de conscientização eleitoral.

O projeto, em parceria com a CNBB, também trata de outros pontos importantes: o combate à corrupção e a compra de votos. E incentiva o uso responsável das redes sociais. “Por isso a importância que a cidadania possa avaliar, tenha informações para escolher e possa compreender que a escolha nas eleições gerais produz consequências muito fortes na sua vida, na vida da cidadania, na cidade, no estado e no país”, diz o presidente da OAB-RS, Marcelo Bertoluci.

A campanha
A Campanha Eleições Limpas “Voto não tem preço, voto tem consequências” será lançada nas próximas semanas, na sede do Conselho Federal da OAB (CFOAB), em Brasília, com a presença dos presidentes das seccionais da entidade.

A campanha terá ainda uma ouvidoria exclusiva para as eleições. O canal, que estará disponível nos sites CFOAB e da OAB/RS, servirá para esclarecer dúvidas dos eleitores e receber denúncias que envolvam o pleito de outubro. No site da entidadE, os eleitores podem imprimir o panfleto da campanha, anotar os nomes dos candidatos em que votaram para cobrá-los no futuro.

 

Crédito: Globo

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat