• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.7828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

No Brasil 96% das mortes por Covid-19 são de quem não tomou vacina

 No Brasil 96% das mortes por Covid-19 são de quem não tomou vacina
Digiqole ad

Todas as vacinas contra o coronavírus usadas no Brasil, Pfizer, AstraZeneca, CoronaVac e Jansen, conferem grande redução do risco de infecção, internações e óbito por Covid. Considerando os casos graves de internação ou óbito, em pessoas com idade entre 20 e 80 anos, a proteção variou entre 83% e 99 % para todos os imunizantes. Na população abaixo de 60 anos, todas as vacinas apresentam proteção acima de 85% contra o risco de hospitalização, e acima de 89 % para risco de óbito.

Um levantamento feito por meio da plataforma de monitoramento Info Tracker, desenvolvida por pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp), mostrou que, atualmente, as mortes por Covid-19 no Brasil envolvem majoritariamente pessoas não vacinadas. Os números constatam que a imunização causou uma redução de 80% no número de casos sintomáticos de Covid-19, de 86% nas internações e de 96% nos óbitos no país, no segundo semestre de 2021 ( dados até novembro de 2021).

“Nós ainda estamos no meio de uma pandemia. É mais do que claro que quanto mais gente vacinada, maior a barreira para o vírus. Tem gente que responde mais, tem que gente que responde menos a qualquer vacina. O único jeito de frear o vírus é vacinar muita gente”, salienta Ana Marisa. “O vírus pode ser esperto, pode burlar o organismo, pode causar vários problemas” explica a diretora do Centro de Desenvolvimento e Inovação do Butantan, Ana Marisa Chudzinski.

 

Fonte: Leouve

Digiqole ad

Relacionados

Open chat