• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Na despedida de Solano e Palacios, Peru vence a Bolívia

Digiqole ad

As seleções de Peru e Bolívia, respectivamente lanterna e vice-lanterna das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2010, pisaram no gramado do Alejandro Villanueva, em Lima, nesta quarta-feira, para conseguirem uma “despedida honrosa” da competição. E os donos da casa cumpriram a promessa: 1 a 0. de quebra, o jogo também marcou a despedida de Solano e Palacios da seleção peruana.

O gol marcado pelo artilheiro Johan Fano, no início da etapa final, levou os peruanos aos 13 pontos na tabela, insuficientes para tirar a equipe de Lima da última colocação, já que a Bolívia, rival desta quarta, entrou em campo já somando 15, sem perigo de perder a nona posição.

Sem a “ajudinha” dos 3.600 metros da cidade de La Paz, os bolivianos não repetiram o mesmo futebol mostrado na vitória por 2 a 1 sobre o Brasil, domingo, e se preocuparam mais na marcação do que na armação de jogadas ofensivas.

Empurrado pela torcida, o Peru, que quase complicou a vida da Argentina na última rodada, criou as melhores oportunidades do primeiro tempo, principalmente quando conseguiu escapar da violência rival, que fez 16 faltas contra nove dos donos da casa.

Solano, em cobrança de falta da entrada da área, e Luis Ramirez, em bonita cabeçada, levaram perigo ao gol defendido por Carlos Arias, mas não conseguiram movimentar o placar antes da descida para os vestiários.

Na volta do intervalo, o panorama da partida não se modificou. Mais consistente em campo, os peruanos abriram o placar aos 9min, com o artilheiro Johan Fano, que foi expulso de campo no lance seguinte por falta violenta, sem bola, em um defensor boliviano.

Com um a menos, mas em vantagem no marcador, o Peru passou a se precaver defensivamente para aguentar a pressão da Bolívia, que tentou se arriscar um pouco mais na busca pela igualdade no placar. Melhor para os donos da casa, que se mostraram competentes na destruição e se despediram das Eliminatórias do jeito que o torcedor queria: vencendo.

 

Crédito: Globo

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat