• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Medusas influenciam no movimento dos oceanos, diz estudo

Digiqole ad

Grupos de animais marinhos podem influenciar no movimento das águas dos mares e oceanos, indica um estudo realizado por pesquisadores do Instituto de Tecnologia Caltech da Califórnia. A descoberta teve origem na tentativa de perceber como a composição das águas, as correntes e a sua temperatura podem alterar a vida destes seres, no entanto, a pesquisa mostrou exatamente o contrário. As informações são do Live Science.

Segundo o estudo, as medusas, tal como outros seres marinhos pequenos que se movimentam em grupos, podem influenciar a turbulência das águas, quase tanto como os ventos e as marés. Durante a experiência, realizada na ilha de Palau, no Pacífico, os pesquisadores colocaram tinta florescente nas águas onde as medusas se mexiam. A pesquisa mostrou que os movimentos feitos pelos animais faziam com que a água profunda se misturasse com a da superfície.

Até agora, oceanógrafos haviam negado que tais criaturas minúsculas do oceano poderiam desempenhar um papel na mistura de diversas camadas de água oceânica. O novo estudo foi publicado na revista Nature.

“Estamos estudando estes animais há bastante tempo”, disse John Dabiri, um professor de bioengenharia. “Sempre partimos do princípio que os oceanos – por suas correntes, temperatura e química – estão afetando os animais. Porém, tem havido crescentes indícios que o inverso também é importante – como os animais, através do movimento, podem impactar no oceano.”

Afinal, a cada dia, milhares de pequenos animais – como medusas e outros seres marinhos – emergem centenas de metros do fundo do oceano em direção à superfície, onde se alimentam. “Existem milhares destes animais no oceano”, disse Dabiri, “o poder global do movimento desse grupo equivale a um trilhão de watts de energia – comparável a força dos ventos e das marés”.

 

Crédito: Terra

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat