• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Mais três mortes por gripe A

Digiqole ad

ASecretaria Estadual da Saúde (SES) confirmou mais três mortes em decorrência da gripe A (Influenza H1N1) no Rio Grande do Sul ontem. Os casos ocorreram nas cidades de São Borja, Canoas e Salto do Jacuí. No ano, o Estado já soma 13 óbitos pela doença e 83 casos confirmados. Há ainda 159 notificações que estão sendo investigadas pelo Centro Estadual de Vigilância em Saúde, vinculado à secretaria.

Os casos ocorreram em pontos diferentes do Estado. Um deles, registrado em São Borja, refere-se a um homem de 62 anos, diabético e não vacinado, que morreu dia 27 de junho. Em Canoas, a vítima foi uma mulher de 54 anos e, no Salto do Jacuí, uma pessoa do sexo feminino, com 25 anos e obesa.

Com os 13 casos, o número de vítimas fatais já supera em cinco os oito óbitos registrados em igual período de 2011. Em todo o ano passado, ocorreram 14 mortes. Apesar do aumento, a secretaria da saúde afirma que a situação está sob controle e é bem diferente de 2009, quando o mundo inteiro enfrentou a pandemia do novo vírus.
Os novos casos vêm aumentando a preocupação no Estado em relação à doença. Para atender as solicitações das prefeituras dos municípios com comprovada circulação viral da doença, o Ministério da Saúde (MS) enviou mais 500 mil doses para o Rio Grande do Sul.
Metade dessa quantidade já chegou e está sendo distribuída aos locais que apresentam circulação viral da doença, como a região de Cruz Alta, de Santo Ângelo e de Ijuí, além de Porto Alegre (que retomou ontem a vacinação).

A recomendação da SES e do Ministério da Saúde é manter a vacinação dos grupos de risco e de doentes crônicos, especialmente das gestantes e crianças de seis meses a menores de dois anos, que apresentaram as menores coberturas até o momento, mas os municípios têm autonomia para redefinir as prioridades de cada região.

 

Crédito: Folha de Caxias

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat