• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

LeBron deixa quadra carregado, e Spurs batem Heat no jogo 1 das finais

 LeBron deixa quadra carregado, e Spurs batem Heat no jogo 1 das finais
Digiqole ad

O San Antonio queria revanche. Depois de perder o título da última temporada justamente para o Miami, o time do Texas entrou determinado no AT&T Center para o primeiro jogo das finais da NBA, na noite desta quinta-feira. O forte calor que incomodava os torcedores, devido a um problema no ar-condicionado do ginásio, acabou “ajudando” os donos da casa. LeBron James, principal jogador do Heat, sentiu os efeitos e deixou a quadra antes do fim do jogo sentindo cãibras. Os Spurs se aproveitaram da ausência do astro, cestinha do duelo com 25 pontos, e venceram por 110 a 95, abrindo 1 a 0 na série melhor de sete jogos.

O trio Tim Duncan, Tony Parker e Manu Ginóbili anotou 56 pontos (21, 19 e 16, respectivamente) e comandou a vitória texana. O brasileiro Tiago Splitter teve boa atuação, com 14 pontos e quatro rebotes. O jogo também foi marcado por belas jogadas, como a enterrada do “baixinho” Ray Allen, além das 13 cestas de três dos Spurs. O segundo jogo da série acontece no domingo, novamente em San Antonio.

O cartão de visitas do atual bicampeão da NBA foi apresentado por Chris Bosh. O ala-pivô abriu o marcador no garrafão e em seguida acertou da linha dos três, anotando os cinco primeiros pontos de Miami. Mas San Antonio tinha Tim Duncan, que comandava as ações ofensivas e equilibrava o placar. Com um drible desconcertante, Wade deixou o pivô para trás e fez bela cesta para recolocar o Heat na frente: 11 a 10. Foi aí que Gregg Popovich sacou Manu Ginóbili do banco. O argentino entrou inspirado. Serviu Duncan e acertou três bola de três, levantando a torcida no AT&T Center: 21 a 19. Mills também entrou no jogo e acertou de longa distância para os donos da casa fecharem o o primeiro quarto na frente: 26 a 20.

O Miami abusava das infiltrações. Após bobeira na saída de bola, Ray Allen ficou sozinho na linha dos três, não perdoou e empatou o jogo. Belinelli respondeu na mesma moeda, mostrando que o banco de San Antonio queria jogo: 34 a 31. Mesmo com LeBron descansando, o Heat se manteve na partida, com boas jogadas de Bosh, Wade e Chalmers. Do outro lado, Boris Diaw era um verdadeiro garçom para Duncan. Por duas vezes, o ala deixou o veterano na cara da cesta. LeBron era rápido e certeiro no contra-ataque, enquanto Wade invadia o garrafão com facilidade para não deixar os Spurs abrirem. No fim da segunda parcial, um momento incomum. Ray Allen, herói do jogo 7 nas finais da última temporada, com uma bola de três salvadora, errou três tentativas seguidas de longe. Após erros de ambos os lados, o San Antonio foi para o intervalo com cinco pontos de vantagem: 54 a 49.

A volta para o terceiro quarto teve o San Antonio abrindo a maior diferença do jogo: nove pontos. Se o Miami ainda não tinha pontuado, Rashard Lewis e Wade mudaram essa história. Os dois acertaram de três e deixaram a vantagem em apenas um. LeBron James brigou pelo rebote e, desequilibrado, acertou mais uma de três, virando o jogo: 62 a 60. Ginóbili entrava fácil na defesa de Miami. LeBron e o Tiago Splitter se estranharam. O americano empurrou o brasileiro fora da jogada e cometeu falta. Inspirado, Ray Allen marcou quatro pontos. Os últimos dois em uma bela enterrada após puxar contra-ataque: 73 a 69. Os Spurs erravam muito, e o Miami se aproveitou disso. Splitter cravou para dar moral aos donos da casa, mas LeBron respondeu de três. O brasileiro voltou a marcar, mas não impediu que o San Antonio fosse para o último quarto com quatro pontos atrás: 78 a 74.

O forte calor no AT&T Center não incomodava apenas os torcedores, que não paravam de se abanar. No banco, LeBron recorria aos sacos de gelo. Mas em quadra não tinha o que fazer. E o astro do Miami saiu carregado de quadra pelos companheiros, sentindo cãibras. A dupla Parker/Duncan começou a funcionar. Mas quem apareceu mesmo foi Danny Green. O ala-armador, até então com dois pontos na partida, virou o jogo para os Spurs com duas cestas de três: 90 a 88. Green ainda enterrou e fez outra de longe para chegar aos 13 pontos.

Sem LeBron, que somou 25 pontos e seis rebotes, o Miami se perdeu. Para piorar, o San Antonio começou a acertar tudo. Kawhi Leonard, duas vezes, e Tony Parker finalizaram com mais três bolas de três – somando 13 no total para os Spurs. Aí foi só esperar o cronômetro zerar para decretar 110 a 95 e a vantagem do San Antonio na série melhor de sete jogos das finais da NBA.

AS PARCIAIS
1º quarto: Spurs 26 x 20 Heat
2º quarto: Spurs 28 x 29 Heat (54 x 49)
3º quarto: Spurs 20 x 29 Heat (74 x 78)
4º quarto: Spurs 36 x 17 Heat (110 x 95)

OS JOGOS DA SÉRIE
Jogo 1: San Antonio Spurs 110 x 95 Miami Heat, em San Antonio
Jogo 2: 8/06 – San Antonio Spurs x Miami Heat, em San Antonio
Jogo 3: 10/06 – Miami Heat x San Antonio Spurs, em Miami
Jogo 4: 12/06 – Miami Heat x San Antonio Spurs, em Miami
Jogo 5: 15/06 – San Antonio Spurs x Miami Heat , em San Antonio*
Jogo 6: 17/06 – Miami Heat x San Antonio Spurs, em Miami*
Jogo 7: 20/06 – San Antonio Spurs x Miami Heat, em San Antonio*
*Se necessário

 

Crédito: Globo

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat