• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Julgamento do Prefeito e Vice de Vacaria

Digiqole ad

O Tribunal Regional Eleitoral, deu sequência nesta segunda – feira o julgamento do prefeito e da vice de Vacaria Elói Poltronieri e Vera Marcelja.

O prefeito e a vice de Vacaria foram julgados, pela acusação de abuso de poder econômico, poder político, captação ilícita de sufrágios, propaganda eleitoral imprensa escrita em jornal e tablóide.

A Coligação Juntos Por Vacaria, formada pelo PP, PMDB, DEM e PSD, são os recorrentes e solicita a cassação de registro, cassação do diploma e, declaração de inegibilidade do prefeito e da vice de Vacaria.

A Relatora Desembargadora Federal Maria Lúcia Luz Leiria, em seu pronunciamento e voto, na sessão do TRE realizada em 18 de dezembro, manteve a sentença do Ministério Público de Vacaria, ou seja, á multa de cem mil reais.
A Desembargadora do pleno do TRE, Elaine Macedo solicitou vistas do processo que entrou em debate e votação nesta segunda – feira.

A Desembargadora Elaine Macedo em seu pronunciamento solicitou a cassação do diploma e inegibilidade do prefeito e da vice, afirmando que houve abuso de poder e que houve influência na eleição. Mais três desembargadores acompanharam o voto de Elaine Macedo e dois votaram com a relatora. O placar final foi de quatro votos pela cassação contra três.

O prefeito e a vice devem deixar os cargos assim que forem comunicados pela Justiça Eleitoral de Vacaria e assume o executivo, o presidente da Câmara de Vereadores, Amadeu de Almeida Boeira do PSDB.

Os advogados do prefeito e da vice devem entrar com uma liminar junto ao Tribunal Superior Eleitoral, para tentar reverter a situação.O Tribunal Regional Eleitoral deverá manifestar-se e confirmar para daqui a noventa dias novas eleições para prefeito e vice de Vacaria.

 

Crédito: Rádio Esmeralda

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat