• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Iniciou os trabalhos de colocação de canos para a transposição da água do Rio Passo da Porteira

Digiqole ad

Por volta das 9 horas da manhã dessa quinta-feira, dia 24, a Corsan de Vacaria iniciou a abertura dos valos e a colocação dos canos que farão a transposição das águas do Rio Passo da Porteira que passa atrás das instalações do antigo Frigorifico Vacariense (Friva), para a Barragem de Captação de Água da Corsan, distante aproximadamente 3kms e meio de um local para outro.

Segundo informações de Alceu Pereira de Moraes, gerente da Corsan local, a medida se fez necessária devido á forte estiagem que castiga a região fazendo com que a barragem, localizada na localidade do Passo das Pedras baixasse o seu nível pouco mais de 5 metros de seu nível normal.

O trabalho de transposição da água será feito através de canos que estão sendo colocados por dentro de diversas propriedades rurais com autorização dos proprietários.
Quando os canos chegarem até o leito do Rio Passo da Porteira, será colocada uma moto-bomba que sugará ás águas do mesmo até a barragem da Corsan.

A expectativa de término das obras é de 20 dias, porém o encarregado dos serviços acredita que no máximo em 10 dias o trabalho estará concluído e assim, com essa transposição, Vacaria não terá mais problemas com o abastecimento d’água por pelo menos nos próximos 20 ou 30 anos.

Por volta das 17 horas de hoje, já havia sido aberto mais de 1.600 metros de vala com uma draga e colocados pouco mais de 500 metros de cano que estão sendo cobertos por uma retro escavadeira, além é claro de uma equipe de 9 homens.

O gerente da Corsan, Alceu Moraes, disse que até o momento não há previsão de racionamento de água no município. “Porém ainda dependemos do prolongamento ou não da estiagem. Para tanto, estamos solicitando à comunidade que economize a água, usando só o essencial”, disse.

Amanhã, ás 9h30min, no escritório da Corsan na Rua Borges de Medeiros, está marcada uma entrevista coletiva com o diretor e o superintendente regional da Companhia Riograndense de Saneamento, quando estão serão esclarecidos alguns itens dos trabalhos que estão sendo feitos, inclusive com o nome da empresa que está realizando as obras.

 

Crédito: Adelar Gonçalves/Dep. Jornalismo Rádio Esmeralda

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat