• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Indígenas interrompem rodovias no Estado

Digiqole ad

Indígenas interromperam o tráfego em pelo menos três rodovias no Estado na manhã desta terça-feira a fim de reivindicar assistência à saúde e repasse de remédios. Pouco depois das 9h, cerca de 300 indígenas bloquearam o km 2 da BR 386 em Iraí, na região Noroeste. Conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a interrupção deve ocorrer até às 16h. A PRF não soube informar a extensão do congestionamento no local.

Cerca de 180 indígenas caingangues da reserva Votouro, do município de Benjamin Constant do Sul, no Alto Uruguai, bloquearam a RSC 480, na localidade São João, próximo à São Valentim, em direção a Erval Grande. Filas de caminhões e outros veículos são registradas no local desde o início da manifestação, às 8h. Só são liberadas ambulâncias, segundo informações do Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM) de Nonoai, que monitora a ação.

Ainda de acordo com o CRBM, o cacique da reserva, Valdir Tiago, informou na noite dessa segunda-feira sobre o bloqueio mencionando protestos também na ERS 324, na localidade de Alto Recreio, no município de Ronda Alta, e em Planalto. Nestes dois locais, de acordo com o Comando Rodoviário de Nonoai, também existem bloqueios, assim como entre São Valentim e Erval Grande, sendo que este surpreendeu o comando rodoviário.

A rodovia fechada no Alto Uruguai liga Erechim a Chapecó, no oeste catarininense. O trânsito de caminhões é intenso na rodovia, pois vários municípios dependem da mesma para escoamento da produção.

Segundo informações do Brigada Militar, o bloqueio ocorre por tempo indeterminado. Para quem reside em Erechim ou outros municípios do Alto Uruguai e deseja deslocar-se para Chapecó ou Nonoai, por exemplo, a melhor opção é trafegar pela BR 153, mesmo que a distância possa duplicar.

 

Crédito: Correio do Povo

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat