• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Hospital Geral de Caxias começa a oferecer radioterapia nesta segunda

 Hospital Geral de Caxias começa a oferecer radioterapia nesta segunda
Digiqole ad

A partir desta segunda-feira, a Unidade de Alta Complexidade em Oncologia com Radioterapia (Unacon) do Hospital Geral (HG) passa a oferecer radioterapia, tratamento que beneficiará pacientes com câncer de Caxias e de outras 48 cidades da região por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), abrangendo cerca de 1 milhão de pessoas. A Unacon foi inaugura em 9 de maio e desde então ofereceu apenas tratamento quimioterápico.

O serviço de radioterapia levou três meses para ser liberado porque enfrentou uma série de entraves técnicos e burocráticos. Devido a demora, o aposentado Vicente Xavier de Nunes, 69 anos, foi encaminhado para tratamento uma vez ao Hospital Tacchini, em Bento Gonçalves, e três vezes ao Hospital Bruno Born, em Lajeado. Ele não obteve sucesso em nenhuma das quatro viagens.

— Uma vez foi para encaminhar papéis, depois trocaram de cidade. Em Lajeado, fui três vezes. Em uma delas, exibiram um vídeo institucional do hospital e nos mandaram de volta a Caxias — relata.

Na semana passada, seu Vicente recebeu uma ligação do Departamento de Avaliação, Controle, Regulação e Auditoria (Dacra), órgão ligado à Secretaria Municipal da Saúde que faz o encaminhamento dos tratamentos de câncer via SUS em Caxias, dizendo que o tratamento seria no HG na segunda quinzena de agosto, mas que aguardasse mais informações. Na última segunda-feira, nova ligação, desta vez informando que o tratamento teria de ser mesmo em Lajeado, porque os exames e as marcações do local da radiação já haviam sido feitas no Hospital Bruno Horn.

Na quinta-feira passada, seu Vicente retornou novamente a Lajeado para nova marcação, e recebeu, finalmente, uma data para o início do tratamento: nesta segunda-feira, mesmo dia dos primeiros tratamentos oferecidos no HG.

Entenda o caso:
– Pacientes com câncer que dependem de radioterapia estão sem radioterapia em Caxias desde novembro de 2012, quando a obsoleta bomba de cobalto que funcionava no Hospital Saúde, datada de 1979, foi desativada. A partir de então, os pacientes foram encaminhados para Porto Alegre, Bento Gonçalves e Lajeado.

– Unidade de Alta Complexidade em Oncologia com Radioterapia (Unacon) foi inaugurada em 9 de maio deste ano. A inauguração foi festejada por que precisa de radioterapia. A unidade custou R$ 5,1 milhões (recursos do Estado e do Instituto Nacional do Câncer). Um moderno aparelho de radioterapia (acelerador linear de fótons e elétrons) foi doado pelo Ministério da Saúde. Para frustração dos doentes, o equipamento não começou a operar porque dependia de inspeção do Conselho Nacional de Energia Nuclear (CNEN). A inspeção demorou dois meses.

– A demora para o funcionamento da radioterapia virou assunto na Câmara de Vereadores de Caxias, onde foi criada, ainda em 2013, a Comissão Temporária Especial para acompanhar as obras e o funcionamento da Unacon. No início de junho deste ano, o idealizador da comissão, Daniel Guerra (PRB), protocolou requerimento convocando o diretor do HG para prestar esclarecimentos sobre a indisponibilidade da radioterapia inaugurada em maio e ainda fora de operação. A convocação foi rejeitada pela maioria dos vereadores (14 a 7) no dia 17 de junho.

– Em 14 de julho, o HG recebeu do CNEN a licença de operação para o aparelho de radioterapia. No final daquele mês, alguns pacientes começaram a ser chamados para realizar exames e marcar tratamento.

– Na semana, o hospital recebeu outra licença de operação, desta vez concedida pelo Centro Estadual de Vigilância em Saúde.

– A Unacon começa a oferecer radioterapia nesta segunda-feira.

 

Crédito: ClicRBS

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat