• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Homem agride menor que trabalha como fiscal da zona azul

Digiqole ad

Na tarde de ontem, quarta-feira, dia 21, o menor de iniciais R.P.B, com 16 anos de idade, foi agredido por um homem na Avenida Moreira Paz, em Vacaria, enquanto trabalhava como fiscal de trânsito da zona azul (estacionamento pago).

Segundo informações, a agressão ocorreu após o adolescente Robson ter notificado o homem pelo fato do mesmo não ter colocado cupom de estacionamento no veículo enquanto foi a um banco.

O homem não aceitou a notificação, alegando que não tinha encontrado o fiscal para adquirir o cupom, e passou a praticar as agressões, inclusive com tentativa de estrangulamento contra o jovem.

Segundo o Conselho Comunitário Pró-Segurança Pública – Consepro – de Vacaria, fatos como estes, lamentavelmente, tem ocorrido com frequência.

“É necessário que a população entenda que os jovens que são contratados para trabalhar como fiscais da zona azul, como parte de um projeto social criado para auxiliá-los, estão apenas cumprindo a Lei e os regulamentos quando notificam os motoristas”, salientou o responsável pelo órgão.

O Consepro informou também que os jovens são contratados para trabalhar como fiscais da zona Azul e não como vendedores de cupons, os quais devem ser adquiridos em um dos mais de 50 locais de venda espalhados pela cidade.

Eventuais reclamações sobre a atuação dos fiscais podem ser feitas diretamente no Consepro, que fica localizado na sala 4 do prédio do Antigo Fórum, na Rua Júlio de Castilhos, 1194, no Centro de Vacaria.

Conforme informações do delegado Flademir Paulino de Andrade, titular da Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente (DPCA), o homem que agrediu o fiscal foi identificado através da placa do veículo e responderá pela prática do crime de lesão corporal, ficando sujeito a uma pena que poderá chegar a um ano de detenção.

 

Crédito: Adelar Gonçalves/Dep. Jornalismo

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat