• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.7828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Governo do Estado reconhece situação de emergência de Lagoa Vermelha

Digiqole ad

O Governo do Estado homologou o decreto de emergência do município de Lagoa Vermelha. Publicado no Diário Oficial na última semana, o ato reconhece os prejuízos econômicos causados pela estiagem no meio rural e habilita o município a buscar recursos e equipamentos para execução de medidas que minimizem as perdas na produção do setor primário.

O decreto de situação de emergência foi assinado pelo prefeito Getulio Cerioli no dia 3 de abril. A ação do governo municipal ocorreu com base no relatório da secretaria municipal de Agricultura e da Emater, que apontou prejuízos econômicos causados pela seca no meio rural. Conforme o documento, houve quebra de 15% na cultura da soja, 25% no milho, 20% no feijão, 50% na produção de batatas e 20% na bacia leiteira.

O secretário municipal de Agricultura e Meio Ambiente, Antonio Carlos Lima Ribeiro, ressalta que a homologação do decreto por parte do governo do Estado, protege o setor primário de Lagoa Vermelha. Imediatamente após a publicação de reconhecimento, o município passou a executar um plano de ação parta construção de bebedouros para animais e construção de redes de água para ampliar o abastecimento no interior do município. O secretário informa que máquinas da secretaria estadual de Obras estarão em Lagoa Vermelha para abertura de açudes.

Mobilizado para evitar perdas maiores no setor primário, o prefeito já está em Brasília onde reivindica recursos e apoio do governo federal para minimizar os efeitos da seca. A produção de grãos, leite e gado representa mais de 35% em toda a arrecadação do município, sendo que a estiagem reduziu a capacidade de produção das propriedades rurais e atingiu 5,81% do Produto Interno Bruto.

 

Crédito: Prefeitura de Lagoa Vermelha

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat