• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.7828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Frente fria provoca chuvas fortes mas ainda não alivia estiagem

Digiqole ad

As chuvas que atingiram o Rio Grande do Sul nessa terça e quarta-feira (13 e 14), provocadas por uma frente fria vinda do Sul (Argentina e Uruguai), não foram suficientes para aliviar a estiagem em algumas regiões do Estado, como o Noroeste gaúcho, onde os volumes foram muito baixos. Em Porto Alegre, choveu 46 mm nas últimas 24 horas (até as 10h desta quarta-feira), conforme a estação automática do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). A média mensal em Porto Alegre está em torno de 108 mm.

Conforme o meteorologista Flavio Varone, do Centro Estadual de Meteorologia (CemetRS) da Fepagro, deve seguir chovendo ao longo desta quarta-feira no RS, especialmente na metade Norte do território gaúcho. Chuvas mais fortes podem ocorrer na Serra e Litoral Norte, bem como nos limites com Santa Catarina. Na Campanha e Zona Sul do Estado, a nebulosidade deve diminuir à tarde, com tendência a tempo firme no período da tarde para a noite.

Essas chuvas não têm distribuição uniforme, apresentando intensidade diversa em locais diferentes. Elas têm características de um fenômeno de verão, com conformações de pancada de chuva, diferentemente das chuvas de inverno, que tendem a ser mais contínuas e atingem mais áreas e de forma uniforme. Em Campo Bom e Tramandaí, o volume de chuvas alcançou 44 mm, até as 9h. Na maior parte do RS, o volume permaneceu entre 10 mm a 20 mm.

No fim de semana, o ar seco predominará no Estado, mas as temperaturas devem permanecer amenas, sem ondas de calor.

 

Crédito: Governo do Estado RS

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat