• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Fábrica gaúcha vence a Libertadores da cerveja

 Fábrica gaúcha vence a Libertadores da cerveja
Digiqole ad

É gaúcha a fábrica vencedora do South Beer Cup 2014, considerado a “Libertadores da América” da cerveja. Há menos de um ano com instalações próprias, a Cervejaria Tupiniquim, de Porto Alegre, recebeu duas medalhas de ouro, uma de prata e uma de bronze — e com a soma dos pontos, se consagrou a grande campeã.

A quarta edição do concurso ocorreu em Belo Horizonte (MG) e envolveu 105 cervejarias de oito países, pondo em combate 530 rótulos em 36 categorias. As cervejas Extra Fancy e Anunciação, ambas da Tupiniquim, ficaram respectivamente em primeiro e segundo lugares entre o grupo India Pale Ale (IPA), estilo cujo principal atributo é o amargor provocado por doses altas de flor de lúpulo.

Na categoria Imperial IPA — em que as cervejas têm maior concentração de álcool e amargor em relação à IPA — conquistaram o primeiro lugar com a Polimango. Ficaram em segundo com a híbrida Tupiniquim Lost in Translation, no estilo americano. A quinta cerveja da Tupiniquim premiada foi a Saison de Caju, bronze entre as ales belgas e francesas.

Nada mal para uma empresa que começou em julho do ano passado, fabricando suas cervejas na Saint Beer, de Forquilhinha (SC), mas que hoje conduz empresa própria no bairro Anchieta, na Capital. Das máquinas da Tupiniquim, onde operam apenas cinco funcionários além dos cinco sócios, saem cerca de 15 mil litros de cerveja por mês.

— É uma honra muito grande termos sido premiados em um concurso onde constavam cervejas de praticamente todas as cervejarias brasileiras — orgulha-se Alex Ribeiro, à frente da marca junto ao irmão Márcio e aos amigos Christian Bonotto, André Bettiol e Fernando Jaeger.

Rótulos conhecidos como Eisenbahn, Colorado, Dado Bier, Wäls e os da multinacional Ambev também participaram da disputa.

Os avaliadores do South Beer Cup, explica Ribeiro, degustam as cervejas em uma espécie de teste cego. Avaliam, dentro dos atributos de cada categoria, quesitos como cor, amargor, aroma, espuma e percentual alcoólico — e, com base neles, vão atribuindo notas.

A Tupiniquim comemora o feito do jeito que mais sabe: preparando novas receitas para, quem sabe, mostrar à Libertadores cervejeira na próxima edição.

— Temos novas fórmulas prontas para serem lançadas, estamos só esperando o melhor momento — dizem.

 

Crédito: Zero Hora

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat