• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Estudo: salto alto aumenta chance de dor nos pés na 3ª idade

Digiqole ad

Algumas mulheres amam seus sapatos a tal ponto que até dói. Foi essa a conclusão de um novo estudo que avalia a conexão entre os sapatos e as dores nos pés. O estudo se baseia em questionários respondidos por 3.378 homens e mulheres em Framingham, Massachusetts, Estados Unidos, sobre o tipo de sapatos que usavam no passado e a situação presente de seus pés. A idade média dos entrevistados era de 66 anos.

Os pesquisadores constataram que as mulheres que costumavam usar calçados mais sólidos, como tênis ou calçados atléticos, nos anos de juventude apresentavam risco de dor nos pés cerca de 50% mais baixo na velhice, se comparadas às mulheres que usavam sapatos convencionais, de sola dura ou de borracha. Mas esses dois grupos representam uma minoria.

Mais de 60% das mulheres entrevistadas informaram que estavam acostumadas a usar sapatos de salto alto, considerados pelos pesquisadores como fonte de maior risco. E as mulheres que os usavam correm o maior risco de dores no dorso do pé, no tornozelo e no tendão de Aquiles. O estudo, patrocinado pelo Instituto de Pesquisa do Envelhecimento, da seguradora Hebrew SeniorLife, de Boston, sai em outubro na revista Arthritis Care & Research.

“Creio que as mulheres precisam prestar atenção à forma pela qual o sapato se encaixa, e perceber que aquilo que compram pode ter efeito sobre os pés delas pelo resto de suas vidas”, disse a diretora científica do estudo, Alyssa Dufour, que está fazendo doutorado em bioestatística pela Universidade de Boston. “É importante prestar atenção a tamanho e largura, e não comprar só porque o sapato é bonito”. Os homens fazem escolhas muito melhores, segundo o estudo; menos de 2% deles usam sapatos que fazem mal aos pés.

 

Crédito: Terra

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat