• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Está preso autor de roubo a farmácia em Vacaria

 Está preso autor de roubo a farmácia em Vacaria
Digiqole ad

A Polícia Civil, pela Delegacia de Polícia de Vacaria, comprovou a participação de ANDERSON BRAZ CAMPOS ao assalto ocorrido na Farmácia São João da Rua Júlio de Castilhos, Centro de Vacaria.

O roubo aconteceu no final do mês passado, dia 30.06.2014, quando o suspeito ingressou no estabelecimento comercial e, de posse de um revólver, anunciou o assalto, roubando valores do caixa da farmácia.

Suspeita-se da participação de um segundo indivíduo que estava dentro da farmácia, possivelmente monitorando a movimentação para indicar o melhor momento para a ação (a investigação segue no sentido de identificar esse comparsa).

ANDERSON BRAZ CAMPOS tem 26 anos de idade, é natural de Caxias do Sul, RS, e possui seis antecedentes policiais por crimes de roubo majorado, um antecedente policial por crime de porte ilegal de arma de fogo e um antecedente policial por crime de tráfico de drogas. Apesar de residir em Caxias do Sul, vinha reiteradamente a Vacaria cometer assaltos a mão armada.

Já havia mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça local, atendendo a pedido feito pelo Delegado de Polícia Anderson Silveira de Lima, titular da DP-Vacaria, por suspeita de haver praticado outros dois assaltos na Cidade de Vacaria, aos Postos de Atendimento, CORRESPONDENTES do BANCO BANRISUL, localizados na Rua Julio de Castilhos e Shopping Sarasvati, respectivamente nos dias dia 08 de maio e 29 de maio, quando o suspeito ingressou nos estabelecimentos comerciais e, armado com um revólver, anunciou os assaltos, roubando aproximadamente 27 mil reais, se somadas as quantias.

ANDERSON BRAZ CAMPOS foi preso por agentes da Seção de Investigação da DP-Vacaria no dia 30.06.2014, no interior de um bar localizado no Bairro Vitória, local em que já tinha entabulado vínculos de amizade, e encontra-se, atualmente, recolhido no Presídio Estadual de Vacaria.

O preso irá responder a três inquéritos policiais e posteriores processos criminais para apurar crimes de roubo majorado, por uso de arma de fogo, ficando sujeito a penas que podem variar entre 15 e 45 anos de prisão, se somadas, além de estar sendo investigada sua participação em outros crimes semelhantes ocorridos nesta Cidade.

A Polícia Civil deu absoluta prioridade a esse trabalho investigativo com o fim de cessar os reiterados assaltos que estavam ocorrendo a plena luz do dia no centro da Cidade sendo que a prisão do suspeito deve fazer reduzir muito ou cessar a prática desse tipo de crimes.

 

Crédito: Delegado Anderson Silveira de Lima

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat