• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Enviar para amigos Comentar Cientistas detectam ocorrência de raios pela 1ª vez em Marte

Digiqole ad

Uma equipe de cientistas americanos disse ter encontrado a prova direta da ocorrência de raios em Marte. Os pesquisadores da Universidade de Michigan detectaram pela primeira vez sinais de descargas elétricas durante tempestades de poeira na superfície do planeta vermelho. De acordo com a pesquisa, a atividade elétrica provocada pelas tormentas cósmicas podem ter importantes implicações sobre a ciência do planeta. As informações são do site científico Science Daily.

De acordo com o professor Nilton Renno, um dos membros da equipe da Universidade de Michigan, os raios “afetam a química atmosférica, habitabilidade e os preparativos para uma exploração futura, além da possível origem de vida”. Um artigo com os resultados do estudo foi divulgado na última edição da revista Geophysical Research Letters.

Para detectar a propagação elétrica, os astrônomos utilizaram um inovador aparelho de identificação de micro-ondas que foi desenvolvido no Laboratório de Investigação de Física Espacial. A tecnologia é capaz de diferenciar a propagação de radiações térmicas e não térmicas – aquela emitida devido a outras causas que não a temperatura do meio.

Os cientistas fizeram as medições de emissões de micro-ondas em Marte cerca de cinco horas por dia durante 12 dias entre 22 de maio e 16 de junho de 2006. Naquele ano, a radiação não térmica, que sugere a presença de relâmpagos, foi detectada somente quando ocorreu uma intensa tormenta de pó marciana.

O professor Chris Ruf, coordenador das atividades, afirmou que os relâmpagos eram secos e não ocorriam associados às chuvas. “O que vimos em Marte foi uma série de grandes descargas elétricas repentinas causas por uma grande tempestade de pó”, explicou.

 

Crédito: Terra

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat