• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Emprego na indústria registra queda de 0,2% em junho, aponta IBGE

Digiqole ad

O emprego na indústria brasileira recuou zero vírgula dois por cento, em junho, na comparação com maio. Esta foi a quarta queda consecutiva, de acordo com o levantamento divulgado nesta sexta-feira pelo IBGE. Já na comparação com junho de 2011, a redução do emprego na indústria foi mais acentuada, um vírgula oito por cento – a nona baixa seguida nesse tipo de comparação e a mais intensa desde dezembro de 2009, quando o índice caiu dois vírgula quatro por cento. Ainda na comparação anual, o emprego na indústria nacional caiu em doze dos quatorze locais pesquisados.

A maior queda foi registrada em São Paulo, baixa de três e meio por cento, pressionada pelo desempenho negativo em quatorze dos dezoito setores analisados – com destaque para produtos de metal, que recuou quatorze vírgula sete por cento, e metalurgia básica, com menos dezesseis vírgula nove por cento. Rio Grande do Sul, Região Nordeste, Santa Catarina, Bahia e Ceará, também apresentaram queda, em junho, segundo o IBGE. Quanto ao pessoal ocupado sem carteira assinada, houve recuo em treze dos dezoito setores pesquisados, principalmente Vestuário, com menos oito vírgula seis por cento; produtos de metal, menos quatro vírgula oito por cento; e Calçados e Couro, que registrou menos cinco vírgula nove por cento. Ainda de acordo com o levantamento do IBGE, o valor da folha de pagamento dos trabalhadores cresceu dois e meio por cento na comparação com maio, depois de registrar taxas negativas por três meses consecutivos. Na análise por setor, os salários aumentaram em onze áreas, com destaque para transporte, com alta de dez por cento; máquinas e equipamentos, seis vírgula sete por cento; e indústrias extrativas, nove vírgula dois por cento de aumento.

 

Crédito: Caiena

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat