• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Djokovic vence Federer, chega ao 50° título e ao tetra em Indian Wells

 Djokovic vence Federer, chega ao 50° título e ao tetra em Indian Wells
Digiqole ad

Quem vai parar o sérvio Novak Djokovic, tenista número 1 do mundo? Neste domingo, o suíço Roger Federer, apesar do grande torneio até então, não conseguiu a façanha na decisão do Masters 1000 de Indian Wells. Com 2 sets a 1 após 2h17 de jogo, com parciais de 6/3, 6/7(5) e 6/2, o tenista de Belgrado chegou ao quarto título do torneio e ao bicampeonato, quebrando ainda a escrita que durava desde 2006, desde quando um jogador não conseguia defender o troféu no campeonato californiano. Djokovic ainda chega ao seu 50° título da carreira, o 21° de Masters, além de vencer Federer pela 18ª vez, enquanto o suíço tem 20 vitórias no confronto.

– Parabéns ao Roger, um grande campeão e competidor. É sempre um grande prazer jogar contra você. Espero jogar mais vezes contra você nesse ano. E, como disse o Roger, esse é um dos melhores torneios do mundo. Sentimos o calor do coração das pessoas e a paixão dos envolvidos. É sempre um prazer jogar para todos vocês. Apesar de estar sozinho na quadra, este é um esporte de equipe, um sacrifício de todos. Agradeço ao meu time por viver uma vida boa e realizar meus sonhos – discursou o campeão.

Nas estatísticas, foram oito aces de Djokovic e seis de Federer. Nas duplas faltas, cinco cometidas pelo campeão, diante de três do suíço. Foram ainda 27 bolas vencedoras de Federer, uma a mais que Djokovic. Mas o suíço teve 43 erros não forçados, contra 35 de Djokovic.

O jogo   

Os dois tenistas confirmaram seus dois primeiros serviços, mas já no terceiro game do primeiro set Djokovic mostrou que ia dar trabalho a Federer, e teve a primeira chance de quebra da partida. O suíço conseguiu salvar para empatar o jogo em 2/2. Em seguida, após confirmar seu saque, o tenista número 1 do mundo começou atropelando o rival no sexto game, quando teve 0/40 e três chances de quebra. Federer, com direito a ace, empatou, mas Djokovic voltou a ter uma chance e, dessa vez, não deixou passar, chegando à quebra para ter 4/2. Foi o suficiente para o sérvio segurar a vantagem e fechar em 6/3 o primeiro set, em 32 minutos.   

Nesta primeira parcial, Djokovic mexeu bastante com Federer e pôs o suíço para correr todo o tempo, com golpes na base quase perfeitos, enquanto o rival ficava fora da zona de conforto. O sérvio conquistou 100% dos pontos em que sacou com o primeiro serviço, diante de 87% do suíço. Nas bolas vencedoras, foram oito de Federer e sete de Djokovic. Por outro lado, Federer teve 13 erros não forçados, e Djokovic apenas seis. Foram ainda cinco chances de quebra para o sérvio, que aproveitou uma delas, enquanto o adversário não teve chances de quebra.   

No segundo set, foi Roger Federer quem teve logo a primeira chance de quebra, no segundo game, com direito a um smash com slice impressionante. Mas Djokovic estava inspirado no serviço, e com um ace salvou, para mais tarde empatar em 1/1 a parcial. Logo depois, chegou à quebra para ter 2/1. No sexto game, Djokovic teve nova chance de quebrar o suíço, mas Federer salvou e ainda devolveu a quebra no oitavo game, deixando tudo igual em 4/4. O jogo então seguiu sem quebras até o tie-break, quando Djokovic falhou no momento crucial, com direito a duas duplas faltas, e assim o suíço fechou o desempate em 7/5, para vencer o segundo set e levar o jogo ao último set.   

Na parcial do meio da partida, que durou 1h03, Djokovic marcou cinco aces, enquanto Federer passou em branco. Nas bolas vencedoras, 11 do sérvio, uma a mais que o rival. Mas o número 1 pecou com quatro duplas faltas, o dobro de Federer, além de 18 erros não forçados, contra 15 do suíço.

No set decisivo, Djokovic chegou à quebra logo no segundo game, mas em seguida sofreu com o suíço. Federer precisou de cinco chances para devolver a quebra, mas confirmou para deixar a parcial em 2/1. Djokovic, no entanto, era mais constante. O adversário tinha muitos altos e baixos, e o número 1 do mundo chegou a mais uma quebra no sexto game, para fazer 4/2 após dupla falta de Federer. E para fechar em alta, mais uma quebra no oitavo game, fechando em 6/2 o terceiro set, com duração de 42 minutos.

 

Crédito: http://sportv.globo.com/site/eventos/masters-1000/noticia/2015/03/djokovic-vence-federer-chega-ao-50-titulo-e-ao-tetra-em-indian-wells.html

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat