• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente reuniu-se com proprietários de motéis e projeta formação de equipe de fiscalização

Digiqole ad

Na tarde de ontem, quinta-feira, dia 5, o delegado de Polícia titular da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Vacaria e os proprietários e representantes de três motéis da cidade, estiveram reunidos para tratar de estratégias que dificultem a ação de criminosos que exploram sexualmente crianças e adolescentes.

Participaram da reunião promovida pela DPCA, Valter Rech Filho, proprietário do Agaphantus Motel, Marcelo Chaves, proprietário do Motel Ponto G e Alcione Minuzzo, representante do Motel Mirage.

Todos se comprometeram a auxiliar a Delegacia de Polícia nas fiscalizações que serão realizadas a fim de evitar que os locais sirvam para a prática de atos criminosos.

Segundo informações do delegado Flademir Paulino de Andrade, o Artigo 218-B do Código Penal Brasileiro prevê uma pena de até 10 anos de reclusão para quem submeter, induzir ou atrair à prostituição ou outra forma de exploração sexual a pessoa menor de 18 anos, e dispõe ainda o mesmo artigo, que responderá pela mesma pena o proprietário, o gerente ou o responsável pelo local em que ocorrerem estas praticas criminosas.

Na próxima semana, a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente passará a contar com uma equipe composta por quatro policiais que atuará na fiscalização dos bares, boates, estabelecimentos e locais onde ocorrerem eventos.

Durante a atuação desta equipe de fiscalização da DPCA, será dada prioridade à repressão relacionada à venda de bebidas alcoólicas e à presença de menores em locais não permitidos e à exploração sexual de crianças e adolescentes.

 

Crédito: Adelar Gonçalves/Dep. Jornalismo e delegado Flademir Paulino de Andrade

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat