• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente investiga autores de pichações

 Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente investiga autores de pichações
Digiqole ad

A Delegacia de Proteção à Criança e Ao Adolescente (DPCA) de Vacaria instaurou Procedimentos para investigar a ação de criminosos e de adolescentes infratores que picharam muros e paredes de escolas da cidade.

Conforme informações do delegado de Polícia Civil, Flademir Paulino de Andrade, titular da DPCA de Vacaria, os casos mais graves ocorreram na Escola Estadual Irmão Getúlio, onde foram pichados muros com palavras ofensivas à diretora, a professoras e à Brigada Militar, e na Escola Estadual Padre Efrem, onde foram escritas palavras ofensivas à Polícia.

Ainda segundo o delegado Flademir, no dia de ontem, terça-feira, dia 26, foram realizadas buscas na casa de um adolescente, suspeito de participação nas pichações, onde foram encontrados um tubo de tinta do tipo spray e quatro armas de fogo com os registros vencidos (FOTO EM DESTAQUE). Todo o material foi apreendido e o adolescente foi ouvido na DPCA de Vacaria.

As investigações prosseguirão com depoimentos, perícia papiloscópica em latas e pinceis deixados nos locais das pichações para localizar digitais, análise de filmagens realizadas por câmeras instaladas próximas às escolas, e outras diligências.

Os responsáveis identificados ficarão sujeitos a penas que poderão chegar a 1 ano de detenção, conforme prevê o Artigo 65 da Lei dos Crimes Ambientais.

Na manhã da última segunda-feira, dia 25, o muro e parte da frente da Loja Taqi amanheceu pichada, além da Banca Central na Rua Marechal Floriano que pela terceira vez consecutiva foi alvo dos pichadores.

Além disso, parte da decoração natalina em frente ao Banco HSBC foi furtada e algumas flores do canteiro central no mesmo local foram arrancadas, sem contar o número expressivo dos skatistas que usam as calçadas do centro da cidade até em meio aos carros e, principalmente as calçadas da frente da Loja Taqi e da Banca Central e fazem as mesmas de rampas. No dia seguinte só se vê uma grande quantidade lixo espalhados no local e até mesmo garrafas de bebidas alcóolicas.

 

Crédito: Adelar Gonçalves/Dep. Jornalismo

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat