• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.7828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Cruzeiro faz 5 no Atlético-MG e repete humilhação de 2008

Digiqole ad

Pelo terceiro ano consecutivo, o Campeonato Mineiro tem um placar na primeira final que praticamente define o campeão. Melhor em toda a partida, o Cruzeiro fez 5 a 0 sobre o Atlético-MG e ampliou seu melhor momento sobre o maior rival: agora são dez vitórias e um empate nos últimos onze confrontos.

Em 2007, o Atlético-MG fez 4 a 0 em cima do Cruzeiro no jogo de ida e praticamente definiu o título. No ano seguinte, os cruzeirenses devolveram a goleada e fizeram 5 a 0.

Com o Atlético mais recuado em função da escalação adotada por Leão, que reforçou o meio-campo já que não tinha Éder Luís, suspenso, o Cruzeiro mostrou melhor toque de bola e criou as chances mais claras de gol na primeira etapa.

Aos 10min, Leonardo Silva cabeceou para defesa de Juninho após falta cobrada por Wagner. Instantes depois, Thiago Ribeiro tomou a bola de Júnior e lançou contra-ataque com Kléber, que exigiu nova intervenção do goleiro Juninho.

Assustado, o Atlético resolveu sair para o jogo por um instante e, depois de bela bola enfiada por Diego Tardelli, Carlos Alberto, dentro da área, chutou para fora, e o equilíbrio se manteve até a parte final do primeiro tempo.

Ramires, aos 34min, apareceu dentro da área em contra-ataque puxado por Fabrício, que cruzou da direita para a finalização, mas Juninho pegou firme. Depois de Leandro Almeida quase marcar em bola aérea para o Atlético, o Cruzeiro voltou a usar a velocidade para surpreender o adversário.

Thiago Ribeiro puxou o contragolpe a partir do meio-campo, pela ponta direita, e ligou Kléber. No domínio, o atacante pôs a bola, meio sem querer, nos pés de Wagner, que foi inteligente e devolveu de calcanhar. Na conclusão, Kléber esticou o pé esquerdo e foi às redes, aos 39min. Na comemoração, imitou uma galinha para provocar os torcedores atleticanos e recebeu cartão amarelo.

Com Leão abrindo o time após o intervalo, lançando o atacante Kléber no lugar de Márcio Araújo, os espaços ficaram ainda maiores para o Cruzeiro, que transformou uma vitória simples em sonora goleada.

Aos 6min, Léo Fortunato quase fez na bola aérea, que se transformou na arma mais mortal do Cruzeiro. Aos 10min, de novo com Wagner lançando escanteio venenoso, Leonardo Silva subiu no segundo pau e aproveitou um Juninho perdido na jogada.

Aos 16min, o filme se repetiu para o Atlético-MG. De novo em escanteio batido por Wagner, Leonardo Silva subiu no “terceiro andar” e ampliou ainda mais a vantagem no placar. Nervosos, os atleticanos eram dominados e de nada adiantou Leão tentar reagir com Chiquinho e Marcos Rocha. Renan foi expulso após dois cartões amarelos e Leandro Almeida por pouco não recebeu também o vermelho.

Aos 34min, Jonathan entrou com liberdade na área do Atlético e fez o quarto do Cruzeiro com o pé direito. Por pouco, os atleticanos não diminuíram a vantagem em dois lances, mas o castigo veio na seqüência, de novo com Jonathan, após passe de Gérson Magrão. Leandro Almeida ainda se desentendeu com Ramires e ambos foram expulsos.

Para tentar o título, o Atlético-MG precisará devolver a vitória por 5 a 0, já que tem a vantagem por ter feito a melhor campanha ao longo do Campeonato Mineiro.

 

Crédito: Terra

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat