• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Corruptos correm risco de guilhotina moral diz promotor

Digiqole ad

O renomado jurista Edilson Mougenot Bonfim do estado de São Paulo esteve novamente em Vacaria. Desta vez numa promoção da OAB/Vacaria e UCS/Campus de Vacaria.

Homem de posicionamento forte, ele já atuou em alguns casos marcantes no país, como o Massacre do Carandiru, o Maníaco do Parque e mais recentemente no caso Elisa Samudio e o goleiro Bruno.

Em palestra na Casa do Povo nesta quinta-feira 15, ele abordou o tema, “Direito Penal Coexistencial”. Ele disse que ao longo do tempo, o Direito Penal foi ganhando algumas denominações que foram corroendo a estrutura e a essência do mesmo. Portanto o “Direito Penal Coexistencial tenta fazer uma leitura da perspectiva filosófica, para que as coisas voltem a ser como eram,” explica Bonfim.

O jurista disse que os adultos estão brincando com o Direito Penal que não está sendo respeitado e ele precisa ser colocado em prática e punir quem cometer delitos. Edilson Bonfim afirma que o Brasil vive uma crise ao afirmar que todo crime é por causa da desigualdade social, o que ele considera um erro gravíssimo. Ele ressalta que começaram a fazer política com o direito penal e, sendo assim, todos perdem, pois no momento que o Direito Penal não pune, não adianta nem contratar um advogado. O promotor chegou a dizer que no Brasil tem que ser muito delinquente pra pagar uma pena na cadeia.

Sobre as manifestações que vem acontecendo pelo país afora, Edilson Bonfim foi enfático ao afirmar que ninguém aguenta mais tanta corrupção, a falta de vergonha e os desmandos neste país. Finalizou dizendo que saiam da frente os que pensam em praticar a corrupção, pois o povo vai cobrar cada vez mais e chamar de autoridade quem realmente mereça e os demais correm o risco de uma “guilhotina moral”.

Na foto a esq. o promotor Edilson Bonfim e a direita o presidente da OAB/Vacaria – Otto Junior Barreto.

 

Crédito: Miro Santos/Rádio Esmeralda

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat