• TEL: (54) 3231.7800 | 3231.7828 (PEDIDOS DE MÚSICAS)

Com parcerias e novo álbum, Nicki Minaj consolida nome no showbiz

 Com parcerias e novo álbum, Nicki Minaj consolida nome no showbiz
Digiqole ad

Nicki Minaj é atrevida, abusada, sexy, por vezes agressiva e muito talentosa. Dona do grudento hit — com clipe rebolativo e ousado — Anaconda, ela mostra outro lado em Nicki Minaj — Quebrando Tudo, documentário que a MTV exibe neste domingo, às 22h. O vídeo apresenta bastidores de sua comentada participação no Video Music Awards (VMA), em agosto do ano passado, quando apareceu com o vestido semiaberto ao cantar Bang Bang ao lado de Jessie J e Ariana Grande. E ainda mostra detalhes do lançamento de seu mais recente álbum, The Pinkprint, o terceiro de estúdio.

 

As músicas são carregadas de sentimento e emoções. Entre os temas, estão o aborto aos 16 anos e o fim de um relacionamento de 11 anos. São experiências da vida pessoal expostas ao mundo. Uma Nicki Minaj diferente daquela que aparece em Anaconda.

— Muitas canções são mais introspectivas, pois estou em uma fase de pensar mais em mim — diz ela no documentário ao comentar faixas como All Things Go, que são mais autobiográficas.

Nicki nasceu Onika Maraj em Trinidad e Tobago e mudou-se com os pais para Nova York aos cinco anos. Foi no Queens que aprendeu a rimar. Está no circuito desde 2007, mas foi 2104 o ano da consolidação da carreira da rapper de 32 anos. The Pinkprint recebeu boas críticas, alcançou o segundo lugar no Top20 da Billboard e devolveu Nicki ao mundo do hip-hop. Mas ela mostra que sabe como transitar entre esse estilo e o mundo pop. Seu álbum anterior, The Pink Friday: Roman Reloaded (2012), foi considerado muito mais pop, principalmente pelo single Starships.

Considerada a mais importante rapper americana pelo The New York Times, Nicki tem seu talento reconhecido e colocado no mesmo patamar de artistas como Jay-Z e Kanye West. Foi alçada ao estrelato com as colaborações para artistas de renome. Na primeira vez, em 2010, apareceu ao lado de Mariah Carey. Depois vieram parcerias com Jay-Z, Kanye West e Will.i.am. Mas foi ao lado de Madonna, no Super Bowl de 2012, que ela realmente estourou.

Como Midas, tudo o que toca vira ouro. Por isso, ter Nicki em uma música pode valer muito. Beyoncé, Christina Aguilera, Jessie J, Fergie e, novamente, Madonna sabem disso e já entraram para essa lista de colaborações.

The Pinkprint

Nicki Minaj

Rap/R&B, Universal Music, 21 músicas, R$ 28,90 (em média)

Cotação: Muito Bom

 

 

Crédito: ClicRBS

 

Digiqole ad

Relacionados

Open chat